Terça-feira
20 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 20 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Transformando sucata

Artesão usa sucata para esculpir peças em Juazeiro do Norte

Por Ronuery Rodrigues
Em 09/08/2016 às 15:15
Compartilhar
José Pereira de Araújo. (Foto: Cicero Valério/Agência Miséria)

Aos 58 anos, José Pereira de Araújo tem realizado um trabalho diferenciado ao transformar sucatas em peças criativas. A atividade, levada a sério pelo artesão, é um desejo que já era vislumbrado ainda na infância. Iguatuense de berço, mas residente em Fortaleza há alguns anos, José Pereira tem Juazeiro do Norte como uma segunda casa.

Tendo trabalhado em oficina de metalúrgica onde teve contato com peças de carros, Araújo, como é conhecido pelos mais próximos, se familiarizou com as peças e aprimorou a sua arte dando asas à imaginação para criar suas artes. Entre as primeiras esculturas estão “O Grande Homem de Ferro”, doado para a superintendência Regional da Polícia Federal, em Fortaleza; a “A Deusa de Atenas”, uma escultura que mede 2,58 metros de altura e pesa mais de uma tonelada, representa a força feminina, a escultura é uma policial grávida de quatro meses e está exposta na Academia de Polícia, em Brasília (DF) conforme explicou o artesão.



Já na Delegacia de Polícia Federal em Juazeiro do Norte, no Cariri Cearense, onde o artesão desempenha o trabalho de motorista, Araújo construiu uma escultura do Padre Cícero Romão Batista que mede de 3,10m de altura com largura de 1,40m e encontra-se exposta na sede da PF. A escultura pesa mais de duas toneladas. “Eu espero que Deus sempre me ilumine para conseguir fazer obras deste porte”, falou o artesão.

Escultura do Padre Cícero pesando duas toneladas. (Foto: Cicero Valério / Agência Miséria)



Tendo divulgado o seu trabalho como afirma de maneira “simples”, o artesão já realizou pequenas exposições na capital do estado do Ceará. Há vinte anos pertencendo ao quadro da Polícia Federal, onde desempenha o trabalho de motorista, José Pereira afirma que se sente orgulhoso em fazer parte da instituição, e principalmente em ser artesão de sucata.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira