Quarta-feira
28 de Junho de 2017
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 28 de Junho de 2017
Publicidade
Publicidade
Motim
Presos são transferidos para penitenciária após causarem motim e destruição em cadeia de Juazeiro
Cerca de 40 presos foram transferidos após a PM invadir a cadeia e controlar a situação (Foto: foto/divulgação)
Em 11/01/2017 às 12:47

Quarenta presos foram transferidos, na noite de ontem (10), da nova Cadeia Pública de Juazeiro, conhecida como “Tourinho”, para a Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), após uma rebelião que durou horas e culminou na intervenção da Polícia Militar. Ainda assim, os presidiários amotinados destruíram várias celas e queimaram colchões na unidade inaugurada há menos de um ano.

Os motivos da rebelião não foram ainda completamente esclarecidos, mas os presos reclamam da superlotação. O tumulto começou ainda pela manhã e a Polícia Militar, a princípio, tentou negociar com os rebelados, assim como os agentes penitenciários a direção da unidade. Mas, do lado de dentro da cadeia, as cenas eram de vandalismo e revolta.

Balas de borracha

Os presos começaram o levante queimando seus próprios colchões. Em seguida, passaram a arrebentar as grades das celas e dos corredores. Um vídeo que foi postado nas redes sociais mostra um dos momentos de maior tensão durante a rebelião, quando os presos reagem à ação da PM e os militares disparam balas de borracha e bombas de gás para conter a depredação do prédio público. Eles gritam palavrões, com ofensas aos militares.

Coma chegada de reforços, a tropa da PM ingressou nas dependências da cadeia e conseguiu controlar o levante. A direção da unidade prisional não informou se houve pessoas feridas (funcionários, policiais ou detentos) durante a rebelião, mas no vídeo, são ouvidos gritos de presos afirmando que há pessoas baleadas.

Blog do Fernando Ribeiro

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira