Cultura
Programas culturais
Conheça museus e bibliotecas para ir de bike em São Paulo
Compartilhar

Instituições oferecem gratuitamente o serviço de bicicletário, estimulando os visitantes a irem de bike aos espaços estaduais (Foto: Reprodução/Notícias ao Minuto)

Em 27/03/2017 às 11:00
Publicidade

Quem gosta de andar de bicicleta pode aproveitar a prática para fazer passeios culturais pela cidade. Alguns Museus e Bibliotecas oferecem gratuitamente o serviço de bicicletário, estimulando os visitantes a irem de bike aos espaços estaduais.

Confira a lista elaborada pelo portal do Estado de São Paulo:

Publicidade


No Museu da Casa Brasileira, que fica na Avenida Faria Lima, o bicicletário comporta 40 bicicletas. O local fornece um cadeado para ser utilizado com sua corrente, sem custo, que deverá ser devolvido na saída. Único no país especializado em arquitetura e design, o Museu da Casa Brasileira conta com um jardim de 6.600m², ideal para se sentir mais próximo da natureza em meio a uma das avenidas mais movimentadas de São Paulo. Nos finais de semana a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$7 (inteira) e R$3,50 (meia).

Já no Museu da Imagem e do Som – MIS, localizado no Jardim Europa, o bicicletário fica no estacionamento e tem seis vagas. Para ter acesso é necessário levar corrente e cadeado. Ao visitar o local, confira a programação completa com atividades, filmes, shows e músicas. Entrada gratuita às terças-feiras; aos sábados, acesso grátis às exposições do térreo e do acervo.

Publicidade


Na Casa das Rosas, o bicicletário com 20 vagas fica no jardim do museu, espaço ideal para relaxar. O Museu-Casa, conhecido como “casa da poesia”, oferece cursos, oficinas, exposições e eventos diversos sobre poesia e literatura. Entrada gratuita todos os dias.

O Museu do Futebol, que fica no Estádio do Pacaembu, oferece um bicicletário gratuito para até 12 bikes e fica do lado direito da bilheteria do Museu, que conta com acervo de vídeos, áudios e fotos divido em salas sobre a modalidade esportiva. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6 (inteira) e R$3 (meia).

No Museu da Imigração, localizado na Mooca, há um bicicletário gratuito com oito vagas que podem ser utilizadas pelos visitantes do espaço. É preciso levar cadeado e corrente para guardar a bike. No local ocorrem diversas atividades, oficinas e há uma exposição de longa duração chamada “Migrar: experiências, memórias e identidades”, que apresenta ao público os trabalhos de preservação e pesquisa, que refletem o processo migratório. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6 (inteira) e R$3 (meia).

Na Avenida Tiradentes, o Museu de Arte Sacra conta com um bicicletário para três vagas, localizado dentro do estacionamento, com acesso pela Rua Jorge Miranda, 43. Ao visitar o espaço, não deixe de conhecer o acervo e o seu jardim interno com bancos para descanso, um delicado gramado e plantas baixas. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6 (inteira) e R$3 (meia).

Já na Pinacoteca de São Paulo o bicicletário é gratuito e conta com seis vagas, exclusivas para visitantes. Para ter acesso, é necessário levar cadeado e corrente. Ao visitar o espaço, não deixe de conferir o acervo e a exposição de longa duração com obras da Coleção do artista Roger Wright, sobre a vanguarda brasileira dos anos 1960. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6 (inteira) e R$3 (meia).

Para quem for visitar ou conferir a programação da Sala São Paulo, do Memorial da Resistência e da Estação Pinacoteca, há um bicicletário exclusivo e gratuito no subsolo do estacionamento localizado na Rua Mauá, 51. O local fornece um cadeado, que deve ser entregue na saída.

Na Biblioteca de São Paulo, que fica no Parque da Juventude (Estação Carandiru do Metrô), é possível guardar as bicicletas nas quatro vagas que o espaço oferece, assim como na Biblioteca do Parque Villa-Lobos, que tem espaço para cinco bikes. Nas duas bibliotecas é preciso levar corrente e cadeado. Ao visitar os locais aproveite e participe das oficinas, contação de histórias e outras atividades oferecidas.

Noticiasaominuto


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor