Terça-feira
17 de Outubro de 2017
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
Publicidade
Publicidade
Pernambuco
Traficantes eliminavam crianças e jovens carentes em acertos de contas, diz chefe da polícia
Líder da organização foi preso na manha desta terça-feira (18) (Foto: Reprodução/G1)
Em 18/04/2017 às 11:00

O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kherle do Amaral, afirmou que a quadrilha desarticulada durante operação desta terça-feira (18) executava jovens que não cumpriam as metas de venda de drogas no Grande Recife. O grupo, de acordo com a polícia, também tem envolvimento com tráfico de drogas e roubos, em Olinda e Paulista, no Grande Recife.

“Eles tinham um verdadeiro exército de crianças e adolescentes carentes. Os menores eram eliminados em acertos de contas”, apontou o chefe da Polícia Civil.

O nome da operação, ´Escudo da Juventude´, faz referência a estratégia do grupo, que usava até meninos menores de 12 anos para atuar no tráfico em Olinda e Paulista, no Grande Recife. "Crianças e adolescentes não vão para o presídio. São internados em instituições de infratores. Por isso, eles eram utilizados nos crimes e depois descartados", declarou.

O chefe da polícia disse que a organização usava os assassinatos para amedrontar os integrantes. “Esses menores eram assassinados pelos líderes para dar exemplo aos demais. Quando eles não interessavam mais à organização criminosa acabavam sendo mortos”, observou Amaral.

De acordo com o chefe da Polícia Civil, a operação foi deflagrada em setembro de 2016. Na época, a polícia investigava nove assassinatos. Com as prisões feitas nesta terça-feira, no entanto, o úmero de crimes atribuídos ao grupo cresceu muito.

“Autuamos 24 integrantes do bando. Dez deles já estavam no sistema penitenciário e tinham influência na cadeia. Com as confissões deles, levantamos pelo menos 29 assassinatos, sendo a maioria contra esses jovens carentes. Acredito que esse número vai aumentar ainda mais”, comentou.

Entre os detidos está o líder da quadrilha. Um rapaz com passagens anteriores pela polícia por tráfico e homicídios. Os agentes também capturaram mulheres, que teriam envolvimento apenas com o tráfico. “Os homens serão autuados pela venda de drogas e pelos homicídios. Com essas prisões, vamos reduzir a quantidade de assasinatos nas duas cidade e também no Recife”, disse Joselito.

Na ação, que contou com a participação de 120 policiais, foram retiradas de circulação quatro armas de fogo. Sete pessoas ainda estão foragidas. “Durante as investigações, evitamos três assassinatos, inclusive de um garoto. Esse menino seria executado pela quadrilha”, afirmou.

Os detidos e o material apreendio foram levados para o Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), na Zona Oeste do Recife.

G1

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira