Quarta-feira
16 de Agosto de 2017
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017
Publicidade
Publicidade
Campanha
Caminhada reúne 1.500 pessoas contra abuso infantil em Milagres
Campanha da prefeitura reúne 1.500 em caminhada contra abuso infantil em Milagres (Foto: Assessoria de Imprensa)
Em 19/05/2017 às 13:30

Por Felipe AZevedo/Agência MIséria
 

Uma programação entre os dias 15 e 18 de maio, marcou a participação de Milagres na campanha contra o abuso infantil. Debates, panfletagens e uma missa na Igreja Matriz Nossa Senhora dos Milagres fizeram parte do evento. O ponto de destaque da programação foi a caminhada que aconteceu na quinta-feira, 18.

Cerca de 1.500 pessoas entre organizadores, escolas e instituições participaram do movimento, organizado pela Assistência Social do município, com apoio do Creas, Setas, Acom e SOAf.

Em 18 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data remete ao dia 18 de maio de 1973, quando a Araceli Crespo, de 8 anos, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta em Vitória (ES). Os agressores nunca foram punidos.

A secretária Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Claudia Vidigal, destaca que o enfrentamento a esses crimes no Brasil passa por uma mudança cultural. “Esse crime deve deixar de ser naturalizado e banalizado e passe a ser tratado como de fato ele é: um crime hediondo, com penas duras e rígidas”, afirma.

No dia 8 de maio, o presidente Michel Temer sancionou duas novas legislações relacionadas ao tema: a Lei nº 13.440 /2017, que estipula pena obrigatória de perda de bens e valores em razão da prática dos crimes tipificados como prostituição ou exploração sexual; e a Lei nº 13.441/2017, que prevê a infiltração de agentes de polícia na internet com o fim de investigar crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes.

O presidente também sancionou, em abril, a Lei nº 13.431/2017, que estabelece a escuta especializada e o depoimento especial para crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira