Terça-feira
26 de Setembro de 2017
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
Publicidade
Publicidade
Insatisfação
Palmeiras protocola reclamação contra Leandro Vuaden na CBF
Palmeiras ficou insatisfeito com atuação do árbitro Leandro Vuaden contra o Atlético-MG (Foto: Reprodução)
Em 13/09/2017 às 08:30

A atuação do árbitro Leandro Vuaden no empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG, registrado no último sábado, deixou a diretoria do Palmeiras insatisfeita. Nesta terça-feira, o clube alviverde protocolou reclamação oficial contra o juiz na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Após a partida disputada no Estádio Independência, o presidente Maurício Galiotte condenou a arbitragem de Vuaden. De acordo com o dirigente, o árbitro foi excessivamente rigoroso com o Palmeiras e adotou postura tolerante com o Atlético-MG.

Durante sua entrevista, Galiotte avisou que o Palmeiras oficializaria a representação contra o árbitro, algo que o clube cumpriu na tarde desta terça. Entre as reclamações do presidente, estão a falta de advertência aos atleticanos Valdivia e Fred, além de um suposto pênalti não marcado.

Leandro Vuaden expulsou o zagueiro Luan e o atacante Willian durante o empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG. Sem a dupla, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras encara o Coritiba às 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, no Estádio do Pacaembu, já que o Palestra Itália estará indisponível.

O elenco comandado pelo técnico Cuca retomou os trabalhos com um treinamento na tarde desta terça, na Academia de Futebol. A tendência é que o zagueiro Juninho assuma a condição de titular na zaga, enquanto no ataque o favorito para enfrentar o Coritiba é Dudu.


gazetaesportiva

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira