Sábado
21 de Outubro de 2017
Publicidade
Publicidade
Sábado, 21 de Outubro de 2017
Publicidade
Publicidade
Nota de repúdio
Vereador é contra decisão judicial que proíbe procedimentos de enfermeiros
Damian de Firmino é enfermeiro e está em seu primeiro mandato como vereador de Juazeiro do Norte (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)
Em 11/10/2017 às 14:10

Por João Boaventura Neto
 

O vereador Damian de Firmino (PRTB), de Juazeiro do Norte, fez pronunciamento na sessão dessa terça-feira (10) sobre a liminar que suspende parcialmente a Portaria nº 2.488/2011 do Ministério da Saúde.

A lei permitia aos enfermeiros a possibilidade de solicitar exames complementares, prescrever medicações e encaminhar usuários ao atendimento médico em casos mais graves. Assista ao vídeo no final da matéria.

O parlamentar, que também exerce a profissão de enfermeiro, afirmou que a categoria foi pega de surpresa com a decisão do Juiz Federal Renato Borelli. De acordo com Damian, a portaria em questão revogar o que define a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), atingindo diretamente o atendimento de pacientes que buscam as Unidades de Saúde em todo o Brasil.

Damian lembrou ainda que o enfermeiro é o primeiro profissional dentro da unidade básica de saúde, de nível superior, que acolhe o paciente. “No pré-natal, por exemplo, o enfermeiro que faz a solicitação dos exames complementares, ultrassonografia obstétrica e realiza os testes rápido de HIV, Sífilis e Hepatite, enfim, o que agora fica totalmente proibido” disse o edil a produção do site Miséria.

De acordo com o edil, se a decisão judicial não for reversível, o número de doenças e até a mortalidade por causas evitáveis podem aumentar muito, por conta do usuário não conseguir chegar ao atendimento. “Mais uma vez quem vai sofrer, pagar um preço mais alto é a população que depende desses serviços” finalizou.

Assista ao vídeo

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal só é permitida com o devido crédito da fonte e, caso não se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, clique aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira