Domingo
22 de Abril de 2018
Publicidade
Publicidade
Domingo, 22 de Abril de 2018
Publicidade
Publicidade
Mito esquecido

Felipe Azevedo: Três anos após morte, memória de Seu Lunga em Juazeiro do Norte virou sucata

Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Em 22/11/2017 às 12:00
Compartilhar
Seu Lunga em frente ao famoso ferro-velho, na rua Santa Luzia (Foto: Agência Diário )

Após três anos do falecimento de Joaquim Santos Rodrigues, a única lembrança física do inesquecível seu Lunga deverá ser uma estátua na Praça do Socorro, em frente a sua antiga residência. A sua famosa sucata na rua Santa Luzia, no Centro, há um ano já não existe mais, foi engolida por mais um estacionamento entre dezenas naquela região.

Personagem do imaginário cearense, ainda em vida Lunga virou lenda nos cordéis, atribuíram-lhe frases e histórias fictícias que pouco importava se realmente aconteceram mais ou menos como eram contadas. As piadas, os contos e anedotas transformaram o simples senhor nascido no Sítio Gravatá, zona rual de Caririaçu, em um ícone da cultura nordestina.

Pouco movimento se viu quando a notícia sobre a demolição do ferro-velho veio à tona. Muito mais lamentaram do que efetivamente impuseram alguma medida para barrar o empreendimento. Há de se questionar o que fazer com tanta velharia, peças antigas que dificilmente encontra-se utilidade. Transformar o local no Museu do Seu Lunga e dentro reservar um espaço para uma lojinha com cordéis, estátuas, fotografias e relíquias do eterno grosseirão me parece uma opção razoável.

Neste sentido, uma parceria entre município e estado seria suficiente para manter o local com visitação gratuita, reservando parte das verbas à família de Lunga, como compensação do uso de imagem. Imagino, enfim, a fila de romeiros em época boa de romaria querendo conhecer mais e estar no mesmo ambiente onde por anos trabalhou o velho.

Medida, no entanto, sem jeito. Hoje um opaco empreendimento para se guardar veículos substitui o querido ferro-velho. Não se sabe se assim preferiu a família, muito menos se o negócio lhe foi rentável. Resta apenas torcer para que o projeto de construção de sua estátua ganhe corpo, servirá pelo menos para tirar uma boa selfie e postar no Instagram. RIP, Seu Lunga.

Nota - Seu Lunga faleceu aos 87 anos em 22 de novembro de 2014, no Hospital São Vicente de Paulo, em Barbalha, vítima de câncer no esôfago.

Estacionamento construído após demolição da sucata de Seu Lunga (Foto: Roberto Junior)

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira