Quinta-feira
19 de Abril de 2018
Publicidade
Publicidade
Quinta-feira, 19 de Abril de 2018
Publicidade
Publicidade
Mortes no Cariri

Réveillon no Cariri teve o registro de cinco homicídios e cinco mortes no trânsito

Por Demontier Tenório
Em 03/01/2018 às 09:50
Compartilhar
Alisson morreu após bater com sua moto num poste em Crato, Luis Sérgio foi vítima de bala perdida em Barbalha e “Morcego” de Várzea Alegre se constituiu no primeiro homicídio do ano no Cariri (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O feriadão de Réveillon no Cariri teve o registro de 12 mortes violentas em nove cidades da região, segundo levantamento feito pelo Site Miséria. Foram cinco vítimas fatais em acidentes de trânsito, cinco homicídios, um caso de suicídio e outro de queda. Dois corpos vieram de Crato para serem necropsiados na Perícia Forense, outros dois de Aurora, mais dois de Barbalha e os demais de Missão Velha, Granjeiro, Juazeiro, Porteiras, Várzea Alegre e Brejo Santo.

Por volta das 18 horas ainda de sexta-feira chegou o corpo do jovem Damião Alves Pereira, de 20 anos de idade, que faleceu no Hospital Santo Antonio de Barbalha. Ele residia no Sítio Canabrava na zona rural de Missão Velha e estava internado desde o dia 23 de dezembro quando se envolveu num acidente com motocicleta naquela localidade.

Três horas e meia depois houve um acidente de trânsito com vítima fatal no Km 03 da CE-288 que liga Granjeiro a Caririaçu. O frentista João Paulo Vieira Feitosa, de 37 anos, pilotava sua moto quando bateu numa vaca. O mesmo residia no Sítio José Lopes na zona rural de Várzea Alegre e ainda foi socorrido à unidade de saúde de Granjeiro, onde faleceu pouco tempo depois.

Às 16 horas de sábado um acidente com vítima fatal ocorreu na CE-292 que liga os municípios de Crato e Nova Olinda mais precisamente na Serra do Araripe. O motorista de um Fiat Uno Mille de cor prata e placas KHX-7396, inscrição de Ouricuri (PE), perdeu o controle de direção e capotou às margens da rodovia onde morreu a doméstica Leonilda Ferreira do Nascimento, de 41 anos, que residia na Travessa Felicio Coelho (Bairro Santa Maria) em Ouricuri. O motorista foi socorrido ao hospital.

Já às 02h30min da madrugada deste domingo, na Avenida Perimetral Dom Francisco no centro de Crato, aconteceu outro acidente com vítima fatal em frente a Funerária Vida naquele município. O jovem Emanuel Alisson Soares Oliveira, de 23 anos, que residia na Rua Tomé Cabral, 431 (Bairro Muriti), pilotava sua moto Yamaha Factor de cor vermelha e placa POL-5107 quando bateu num poste da rede elétrica e morreu no local.

Cerca de uma hora depois morreu num dos leitos do Hospital Regional do Cariri em Juazeiro a doméstica Nascieuda Agostinho de Menezes, de 36 anos de idade, supostamente após se auto esfaquear depois de tentar matar o seu companheiro quando terminou socorrida ao HRC. Ela morava na Rua Vicente Barbosa de Melo (Frei Damião) em Juazeiro.

Por volta das 6 horas morreu, também num dos leitos do Hospital Regional do Cariri, o agricultor Paulo César Moreira dos Santos, de 40 anos. Ele residia na zona rural de Porteiras onde sofreu uma queda e terminou socorrido ao HRC com suspeita de traumatismo craniano, mas faleceu devido a gravidade dos ferimentos.

Às 10h30min, na Avenida Luiz Gonzaga (Bairro Malvinas) em Barbalha, o crediarista Luis Sérgio Teles Diniz, de 38 anos, que residia na Rua P25 naquele bairro, foi morto a tiros. O homem marcado para morrer era o pedreiro José Carlos Félix, de 40 anos, residente na Avenida Fortaleza (Bairro Cirolandia) em Barbalha o qual saiu baleado no braço, abdômen e, de raspão, na cabeça sendo socorrido ao hospital. Segundo ele, o autor dos disparos foi o seu cunhado Jarbas Gilson Januário, de 36 anos, residente no bairro Cirolandia, que fugiu na garupa de uma moto pilotada por uma pessoa identificada apenas por "Fabinho" que mora nas Malvinas.

Já às cinco horas da madrugada desta segunda-feira, na estrada carroçável de acesso ao Sítio Juiz (Distrito de Ingazeiras) em Aurora, o agricultor José Rogério Santos de Souza, de 31 anos, morreu em consequência de acidente de trânsito. Ele morava na Travessa Senador Virgílio Távora (Bairro São Benedito) e procedia da zona rural daquele município pilotando sua moto Honda Bros de cor vermelha quando bateu numa pedra, perdeu o equilíbrio e caiu no solo tendo morrido no local.

Seis horas depois o ex-presidiário Cícero Francisco de Sousa, de 40, o “Morcego”, foi morto com quatro tiros quando saía do Bar do Cabral na Avenida Vicente Alves Costa em Várzea Alegre. Segundo testemunhas, os autores fugiram num carro de cor preta que já tinha circulado momentos antes nas imediações do bar. A vítima respondia procedimentos por furtos, violência doméstica, tráfico de drogas, porte de arma e era tida como de alta periculosidade pela polícia.

Por volta das 14 horas morreu no Hospital Regional do Cariri Geraldo Alves da Silva Júnior, de 28 anos, que residia na Rua Expedito Marcos do Nascimento (Bairro Morro Dourado) em Brejo Santo. No final da madrugada, ele bebia com sua companheira Severina Maria da Silva, de 18 anos, quando passaram a discutir e houve agressões mútuas. Ela apanhou uma faca e Geraldo correu para o meio da rua, mas não evitou um golpe no pescoço. O mesmo foi socorrido ao hospital local e transferido ao HRC de Juazeiro, onde morreu, enquanto Severina terminou presa dentro de casa.

Às três horas da madrugada desta terça-feira morreu no Hospital Regional do Cariri Marciano Apolinário Braz, de 30 anos, quinze horas após ser baleado em Barbalha. Ele era dono da empresa Marciano Auto Peças no bairro Bela Vista e morava na Rua L-13 do bairro Cirolandia. O mesmo estava em casa quando chegou um sobrinho o atraindo à porta e, ao sair, terminou surpreendido com quatro tiros. O autor dos disparos fugiu numa moto e a polícia procura ainda o parente da vítima. Marciano era suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas.

Duas horas depois foi encontrado, num matagal às margens da estrada de acesso ao Sítio Calumbi em Aurora, o corpo de Jaime Rodrigues de Araújo, de 29 anos, que residia na localidade. Ele estava com a cabeça encapuzada apresentando várias perfurações à bala perto de uma moto Honda CG 150 Fan de placa NTS-3900, que pertencia ao mesmo. Segundo a polícia, Jaime era investigado como suspeito de envolvimento em assaltos e saiu de casa às 19 horas de segunda-feira após receber ligação telefônica não mais retornando.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira