Terça-feira
20 de Fevereiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sertão Central

Chuvas começam a cair com maior intensidade no Ceará

Chuvas começam a cair com maior intensidade (Foto: Reprodução)
Em 25/01/2018 às 06:50

Quatro dias após uma chuva de 37,5 milímetros, os pluviômetros deste Município do Sertão Central do Ceará voltaram a registrar precipitações. De acordo com as informações da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a intensidade foi praticamente a mesma, 37,4mm. Foi a segunda maior no intervalo das 7h da terça para às 7h desta quarta-feira. A maior chuva no Estado foi em Acarape, na região do Maciço de Baturité, com 46mm, seguida de 42mm, em Jaguaribe.

Segundo as informações da Funceme, esse quadro meteorológico vem se mantendo em todo em Estado por força da presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), um sistema de baixa pressão atmosférica localizado a 12 quilômetros de altura do solo, o qual também provoca a nebulosidade observada nos últimos dias em todas as regiões. O céu deverá continuar coberto de nuvens nesta quinta-feira e ainda na sexta.

Entretanto, dessa vez as precipitações se concentraram mais no Sertão Central e parte do Centro-sul do Estado. Para quem mora em Quixadá é um bom sinal, como tinha anunciado parte dos profetas da chuva no Encontro realizado no início do mês, chuvas a partir da segunda quinzena de janeiro, como tem ocorrido nos últimos dias, embora somente em março a água passe a cair com mais intensidade, enquanto o órgão meteorológico oficial do Estado prevê se firmar na média histórica.

Na previsão divulgada na última segunda-feira, o presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, explicou que a situação para janeiro e o trimestre fevereiro, março e abril é mais favorável, se comparada à registrada no período equivalente de previsão em 2017, onde as chuvas caíram mais na Zona Norte. Entretanto ele pontuou que haverá irregularidades, podendo chover em alguns lugares e noutros não, dependendo da região do Estado.

Fonte: Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira