Sexta-feira
17 de Agosto de 2018
Publicidade
Publicidade
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
Publicidade
Publicidade
Fortaleza

Grupo protesta contra violência com maquiagem simulando marcas de bala na Praia de Iracema

Em 02/02/2018 às 07:00
Compartilhar
Manifestação pede melhorias na segurança pública (Foto: Reprodução/ Tribuna do Ceará)

Um grupo de manifestantes se reuniu na Praia de Iracema para protestar contra a insegurança no Ceará. O ato teve início às 17h desta quinta-feira (1º) e contou com a presença de atores interpretando vítimas da violência urbana.

Com maquiagens simulando marcas de bala, 10 atores deitaram no calçadão da Praia de Iracema, em cima de faixas com críticas e questionamentos à segurança pública. O movimento foi organizado pelo grupo Renasce, que busca a renovação de ideias na política do Ceará.

Cartazes com os dizeres: “Governador, se eu pudesse, não saía na rua”; “Mas tá tudo sob controle”; “Eu quero ver meus filhos crescerem” e “Governador, me empresta seus seguranças” foram expostos pelos manifestantes.

O Ceará passa por uma crise de segurança pública. O último ano bateu recorde de homicídios no Estado. Mesmo com os número de assassinatos subindo, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, garantiu que “não há motivo para pânico“.

Veja as imagens:



Pelo menos 14 pessoas foram vítimas de uma chacina na madrugada deste sábado (27), no Bairro Cajazeiras. O caso aconteceu em uma pequena casa de shows, conhecida como “Forró do Gago”, na Rua Madre Tereza de Calcutá, na Comunidade Barreirão.

Pessoas armadas chegaram em carros e atiraram em outras que estavam na rua, sem qualquer alvo certo. Morreram clientes do local, trabalhadores que estavam vendendo lanches e até um motorista do Uber, que passava pela região.

O governador Camilo Santana reforçou em coletiva que o controle da segurança “é e sempre será do estado”. No fim da entrevista, Camilo se irritou com a pergunta de um repórter se a situação da segurança no Ceará havia saído ao controle. “Se eu não tivesse o controle, você não estaria andando nas ruas“, disse o governador, em direção ao repórter, enquanto caminhava.

Outro massacre

Um conflito entre facções criminosas resultou em 10 mortes na manhã da última segunda-feira (29) na cadeia pública do município de Itapajé, a 130 km de Fortaleza. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), foram contabilizados 10 mortos e seis feridos.

Tribuna do Ceará

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira