Sábado
20 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sábado, 20 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Fortaleza

Grupo protesta contra violência com maquiagem simulando marcas de bala na Praia de Iracema

Em 02/02/2018 às 07:00
Compartilhar
Manifestação pede melhorias na segurança pública (Foto: Reprodução/ Tribuna do Ceará)

Um grupo de manifestantes se reuniu na Praia de Iracema para protestar contra a insegurança no Ceará. O ato teve início às 17h desta quinta-feira (1º) e contou com a presença de atores interpretando vítimas da violência urbana.

Com maquiagens simulando marcas de bala, 10 atores deitaram no calçadão da Praia de Iracema, em cima de faixas com críticas e questionamentos à segurança pública. O movimento foi organizado pelo grupo Renasce, que busca a renovação de ideias na política do Ceará.

Cartazes com os dizeres: “Governador, se eu pudesse, não saía na rua”; “Mas tá tudo sob controle”; “Eu quero ver meus filhos crescerem” e “Governador, me empresta seus seguranças” foram expostos pelos manifestantes.

O Ceará passa por uma crise de segurança pública. O último ano bateu recorde de homicídios no Estado. Mesmo com os número de assassinatos subindo, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, garantiu que “não há motivo para pânico“.

Veja as imagens:



Pelo menos 14 pessoas foram vítimas de uma chacina na madrugada deste sábado (27), no Bairro Cajazeiras. O caso aconteceu em uma pequena casa de shows, conhecida como “Forró do Gago”, na Rua Madre Tereza de Calcutá, na Comunidade Barreirão.

Pessoas armadas chegaram em carros e atiraram em outras que estavam na rua, sem qualquer alvo certo. Morreram clientes do local, trabalhadores que estavam vendendo lanches e até um motorista do Uber, que passava pela região.

O governador Camilo Santana reforçou em coletiva que o controle da segurança “é e sempre será do estado”. No fim da entrevista, Camilo se irritou com a pergunta de um repórter se a situação da segurança no Ceará havia saído ao controle. “Se eu não tivesse o controle, você não estaria andando nas ruas“, disse o governador, em direção ao repórter, enquanto caminhava.

Outro massacre

Um conflito entre facções criminosas resultou em 10 mortes na manhã da última segunda-feira (29) na cadeia pública do município de Itapajé, a 130 km de Fortaleza. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), foram contabilizados 10 mortos e seis feridos.

Tribuna do Ceará

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira