Quarta-feira
23 de Maio de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 23 de Maio de 2018
Publicidade
Publicidade
Clássico-rei

Policiais montam operação gigante para paz no Castelão

Em 04/02/2018 às 16:30
Compartilhar
O policiamento engloba 750 homens. Desse total, 200 policiais ficarão na área externa, que compreende não apenas as imediações da Arena Castelão, como também as principais vias de acesso e nos terminais (Foto: Reprodução/ Diário do Nordeste)

A Polícia Militar fará uma ação ostensiva no clássico entre Fortaleza e Ceará, de acordo com informações do comandante do Batalhão de Policiamento de Eventos, tenente-coronel João Batista Farias Júnior, dando cobertura não apenas na Arena Castelão e no seu entorno, mas nos terminais e nas principais vias de acesso ao estádio.

O policiamento engloba 750 homens. Desse total, 200 policiais ficarão na área externa, que compreende não apenas as imediações da Arena Castelão, como também as principais vias de acesso e nos terminais. Os 200 PMs estarão sob o comando do tenente-coronel Márcio, do Batalhão Raio. Somente nessa ação externa trabalharão 16 viaturas, 103 motocicletas e 32 homens do Regimento de Policia Montada.

O tenente-coronel Farias faz um apelo ao torcedor: “Procure chegar mais cedo, para evitar tumulto e fiquem sabendo que não será permitida a entrada de pessoas com bastão de selfie, água, refrigerante nos respectivos vasilhames. Iremos analisar a situação em que uma mãe, por exemplo, tem que entrar com o leite de uma criança de colo, para que possa ser liberada”, avaliou o tenente-coronel Farias.

Início da operação será às 15h 

O início da operação da Polícia Militar está marcado para as 15 horas, de acordo com o plano de ação da partida. A PM informou ainda que foram liberadas apenas cinco bandeiras com bambu para cada torcida e os fogos de artifício serão vistoriados antes pelo Corpo de Bombeiros, que poderá vetar ou liberar.

Conforme o tenente-coronel Jano Emanuel, chefe do planejamento operacional da Polícia Militar, a PM estará atenta a quaisquer ações que venham a tentar tirar a paz no clássico. “Nós fizemos o planejamento juntamente com o coronel Farias, do Batalhão de Eventos, com mais de 600 policiais militares, reforço nos terminais, cavalaria, Batalhão de Choque, Raio, helicóptero, canil, todos os nossos esforços vão estar concentrados para esse evento”, disse ele.

O gerente de operações do Fortaleza, Plauto de Lima, informou que o torcedor somente subirá para a esplanada do estádio com o ingresso do jogo em mãos. “Já tomamos essa medida em três jogos e não tivemos nenhuma invasão. Ocorria muito de alguns entrarem com ingresso falsificado e ou de outro jogo, porque, tinham acesso livre à esplanada e lá causavam um tumulto. Para não complicar mais, se liberava a entrada e havia a invasão. Agora, vamos ter um teste de ferro nessa ação”, comentou o coronel Plauto

Ação de paz

Plauto de Lima disse que tanto o Fortaleza quanto o Ceará estão procurando realizar algum tipo de ação de paz no clássico, talvez uma faixa levada pelos atletas, ou algo parecido. Isso ainda está sendo discutido. Mas, o certo é que haverá um minuto de silêncio antes do jogo, em homenagem póstuma às vítimas da chacina ocorrida no bairro Cajazeiras.

Ingressos

A carga inicial de ingressos é de 40.624 e o Fortaleza, como mandante do espetáculo, ficará com o maior número deles. O Ceará tem direito a 17.864 bilhetes. Os setores sul e norte, atrás das duas traves, não será liberado, a não ser que a venda de ingressos ultrapasse o planejado. 

Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira