Segunda-feira
19 de Fevereiro de 2018
Publicidade
Publicidade
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
Publicidade
Publicidade
“Mais um calote”

Camilo inaugura primeira reserva indígena do Ceará e dispara contra Petrobras

Segundo Camilo, Petrobras gerou um prejuízo de R$ 9 milhões aos cofres do Estado, ao não cumprir acordo inerente à construção da reserva indígena (Foto: Reprodução/Diário do Nordeste)
Em 06/02/2018 às 14:15

O governador Camilo Santana inaugurou na manhã desta terça-feira (6), em Caucaia, a primeira reserva indígena do Ceará. Localizado em uma área de 543 hectares no km 13 da CE-085, o espaço fazia parte de um acordo entre o Governo do Estado e a Petrobras, em virtude das obras da refinaria Premium II, que acabou cancelada em janeiro de 2015. A estatal, inclusive, se comprometeu a pagar metade do custo total das obras da reserva, estimado em R$ 30 milhões, mas nunca cumpriu o combinado.

"Esta obra inaugurada hoje é mais um calote que a Petrobras deu no Estado do Ceará", afirmou Camilo, durante a cerimônia de inauguração da reserva, nesta manhã. Segundo ele, diferentemente do que foi acordado, a estatal contribuiu com apenas R$ 6 milhões, gerando um prejuízo de R$ 9 milhões aos cofres do Estado, que teve que arcar com as despesas para a conclusão do projeto.

A reserva indígena de Caucaia abrigará quatro aldeias da comunidade indígena Anacés, que vivia na região de São Gonçalo do Amarante, que abrigaria a refinaria da Petrobras. Ao todo, 163 unidades habitacionais foram construídas no local, que também conta com saneamento, escola, posto de saúde e área para plantio.

 

Com Informações do Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira