Sexta-feira
17 de Agosto de 2018
Publicidade
Publicidade
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
Publicidade
Publicidade
Em São Januário

Vasco tenta confirmar vaga na Libertadores diante do Concepción

Em 07/02/2018 às 08:15
Compartilhar
Vasco tem classificação bem encaminhada na Libertadores (Foto: Reprodução)

Após golear por 4 a 0 na partida de ida, no Chile, o Vasco tenta confirmar a classificação para a terceira fase da Copa Libertadores nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), quando recebe a Universidad de Concepción, em São Januário, no Rio de Janeiro. A situação dos brasileiros é muito tranquila. Isso porque o Cruz-Maltino pode perder por até três gols de diferença que mesmo assim vai conseguir avançar. Para conseguir o milagre da classificação, o time chileno terá que devolver o 4 a 0, forçando a disputa de pênaltis, ou golear por quatro gols de diferença.

“Nós fizemos um pacto nesta Copa Libertadores e sabemos que a vantagem é muito grande, porém, também temos consciência de que devemos manter a pegada em uma competição do porte que estamos encarando. No futebol não se deve dar chance ao azar. Temos que ir a campo e fazer aquilo que se espera de uma equipe qualificada como esta que o Vasco montou para tentar o título sul-americano”, disse o goleiro uruguaio Martín Silva.

O técnico Zé Ricardo tem procurado administrar a euforia de seus jogadores para que eles não se deixem influenciar pela empolgação da torcida. Porém, ele prevê uma postura ousada dos brasileiros mesmo com a ampla vantagem obtida na partida de ida.

“Nós vamos jogar em casa e diante de um rival que vai querer a vitória. Porém, nossa torcida vai empurrar o time e vamos em busca de gols. Temos visto na Copa Libertadores e em outros torneios continentais torcidas que empurram o time durante os noventa minutos e é isso que esperamos dos vascaínos”, disse Zé Ricardo.Para este jogo o treinador vascaíno vai repetir a equipe do duelo de ida. Para isso, preservou os titulares no fim de semana, quando o Cruz-Maltino, mesmo tendo superado o Volta Redonda por 3 a 1, ficou de fora das semifinais da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

Pelo lado da Universidad de Concepción o clima é de total desânimo. Isso pôde ser sentido no desembarque da delegação no Rio de Janeiro. No fim de semana a equipe estreou com derrota de 2 a 0 para o O’Higgins no Campeonato Chileno.

O técnico Francisco Bozán conversou com seus jogadores sobre a importância deles se doarem em campo para que um bom resultado comece a mudar os rumso do trabalho.

“Sabemos que não vai ser tranquilo e que não é fácil tirar uma desvantagem dessas contra uma grande equipe como é o Vasco. Mas o placar do primeiro jogo foi elástico para o futebol apresentado por nós. Um castigo e confio na nossa recuperação. Temos que começar a mudar rapidamente a nossa história”, disse Bozán.

Quem avançar do duelo entre Vasco e Universidad Concepción vai encarar na próxima etapa o vitorioso do clássico boliviano entre Jorge Wilstermann e Oriente Petrolero, que duelam na quinta-feira. Na ida o Wilstermann ganhou, de virada, por 2 a 1.

 

gazetaesportiva

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira