Tecnologia e Games
Preocupação
Saiba quais celulares mais emitem radiação
Compartilhar

Preocupação de especialistas é se os smartphones poderiam aumentar o risco de desenvolver tumores no cérebro ou na região da cabeça e pescoço (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

Em 25/02/2018 às 08:40
Publicidade

Os possíveis efeitos cancerígenos do uso intenso de celulares são temas de debates frequentes. Cientistas já realizaram uma série de estudos para identificar se e até que ponto as ondas de radiofrequência emitidas pelos dispositivos podem ser prejudiciais, mas parece que não chegaram a uma conclusão.

Como explica uma matéria publicada neste sábado (24) pela BBC Brasil, as ondas de radiofrequência são uma forma de radiação não ionizante, que se desprende dos raios X ou ultravioleta.

Publicidade


Um texto do site da Sociedade Americana Contra o Câncer (ACS, sigla em inglês) explica que "a preocupação é se os smartphones poderiam aumentar o risco de desenvolverem-se tumores no cérebro ou na região da cabeça e pescoço".

As ondas emitidas pelos celulares "não são intensas o suficiente para danificar diretamente o DNA ou aquecer os tecidos do corpo" e "não está claro como os celulares poderiam causar câncer". Mas estudos indicam a possibilidade de desenvolver a doença, mesmo que não seja comprovada.

Publicidade


A BBC explica que a Taxa de Absorção Específica (SAR, sigla em inglês) ajuda a identificar os celulares que emitem mais ou menos radiação. O índice nos permite saber que parte da radiação á retida pelo tecido humano.

Os fabricantes devem informar aos órgãos reguladores de cada país qual é o SAR - que corresponde ao uso do telefone em sua potência máxima - de seus produtos. Muitos compradores sequer verificam essa informação. Para facilitar a consulta, a Agência Federal Alemã de Proteção à Radiação listou os celulares que mais geram ondas de radiofrequência e disponibilizou ao público.

As primeiras posições da lista são o OnePlus 5T, Huawei e o Lumia 630 da Nokia. Também estão na lista o iPhone 7 (em décimo lugar), o iPhone 8 (12º lugar) e o iPhone 7 Plus (15º), além do Sony Xperia XZ1 Compact (11º), o ZTE Axon 7 mini (13º) e o Blackberry DTEK60 (14º).

Não são estipulados níveis seguros de radiação, mas o órgão de proteção ao meio ambiente na Alemanha, o Der Blaue Engel, só aprova aparelhos com um nível de absorção de até 0,60 watts por kg.

Todos os telefones listados ultrapassam o dobro do limite.

Na lista dos celulares com menor radiação, os modelos da Samsung lideram. O primeiro na lista é o Sony Xperia M5 (0,14), seguido do Samsung Galaxy Note 8 (0,17) e S6 edge+ (0,22), Google Pixel XL (0,25) e Samsung Galaxy S8 (0,26) e S7 edge (0,26).

Os modelos Moto G5 plus e Moto Z da Motorola também estão entre os que emitem as mais baixas radiações do mercado.

Para saber a quantidade de radiação que o seu celular emite, basta consultar o manual do equipamento, o site do fabricante ou o site da Comissão Federal de Comunicação dos Estados Unidos (FFC, por sua sigla em inglês).

NoticiasaoMinuto


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor