Terça-feira
19 de Junho de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 19 de Junho de 2018
Publicidade
Publicidade
Disputa pelo poder

Vereadores de Juazeiro do Norte esvaziam sessão após presidência não ler Ata

Por João Boaventura Neto
Em 27/02/2018 às 17:50
Compartilhar
Vereadores de Juazeiro do Norte esvaziam sessão após presidência não ler Ata (Foto: Segundo Filmagens/Agência Miséria)

* Atualizada às 18h20

A sessão desta terça-feira (27), da Câmara de Vereadores de Juazeiro do Norte, foi esvaziada pela maioria dos parlamentares. A ação se deu após o pedido de Viera Neto (PEN), para ler a Ata da Reunião do Colégio de Líderes, ter sido rejeitado pelo presidente em exercício, o vereador Márcio Joias (PDT).

A reunião de líderes, ocorrida na última sexta-feira (23), foi para montar uma comissão especial para possíveis mudanças no Regimento Interno da Câmara. De acordo com informações de bastidores o motivo específico neste caso é para definir sobre a eleição da Mesa Diretora da Câmara para o segundo biênio.

Como só compareceram sete líderes, e era necessário nove, a reunião do colegiado ficou prejudicada e outra reunião ficou para ser marcada após a sessão ordinária desta terça. Com a ausência do presidente titular [Gledson Bezerra (PMN)] na sessão, Márcio não colocou a Ata para leitura e nem convocou nova reunião.

Vereadores que continuaram até o final da sessão desta terça-feira (27) (Foto: Segundo Filmagens/Agência Miséria)


Neste momento os vereadores Darlan Lobo (MDB) e Demontier Agra (PPL) reclamaram da presidência juntamente com Vieira Neto por não colocar a Ata da Reunião de Líderes para ser lida.

Márcio Joias cortou a fala dos vereadores e deu continuidade a sessão. Mas nove dos presentes deixaram o plenário. Darlan Lobo, Tarso Magno (PRP), David Araújo (PEN), Demontier Agra, Damian de Firmino (PRTB), Nivaldo Cabral (DEM), Zé Barreto (PPS), Vieira Neto e Aninha Teles (PDT).

Ficaram Rita Monteiro (PDT), Jacqueline Gouveia (PRB), Auricelia Bezerra (PDT), Rosane Macedo (PPS), Márcio Joias e Adauto Araújo. Por conta do esvaziamento a continuidade da sessão ficou comprometida e não aconteceram deliberações.

Em entrevista a produção do site Miséria, o assessor jurídico da Câmara de Juazeiro, Erivaldo Oliveira, afirmou que não havia obrigatoriedade de ser lida a Ata da Reunião do Colégio de Líderes. A Ata que há por obrigação de ser lida é a Ata ordinária relacionada a Sessão.

Assista ao vídeo

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira