Política
Disputa pelo poder
Vereadores de Juazeiro do Norte esvaziam sessão após presidência não ler Ata
Compartilhar

Vereadores de Juazeiro do Norte esvaziam sessão após presidência não ler Ata (Foto: Segundo Filmagens/Agência Miséria)

Por João Boaventura Neto
Em 27/02/2018 às 17:50
Publicidade

* Atualizada às 18h20

A sessão desta terça-feira (27), da Câmara de Vereadores de Juazeiro do Norte, foi esvaziada pela maioria dos parlamentares. A ação se deu após o pedido de Viera Neto (PEN), para ler a Ata da Reunião do Colégio de Líderes, ter sido rejeitado pelo presidente em exercício, o vereador Márcio Joias (PDT).

Publicidade


A reunião de líderes, ocorrida na última sexta-feira (23), foi para montar uma comissão especial para possíveis mudanças no Regimento Interno da Câmara. De acordo com informações de bastidores o motivo específico neste caso é para definir sobre a eleição da Mesa Diretora da Câmara para o segundo biênio.

Como só compareceram sete líderes, e era necessário nove, a reunião do colegiado ficou prejudicada e outra reunião ficou para ser marcada após a sessão ordinária desta terça. Com a ausência do presidente titular [Gledson Bezerra (PMN)] na sessão, Márcio não colocou a Ata para leitura e nem convocou nova reunião.

Publicidade


Vereadores que continuaram até o final da sessão desta terça-feira (27) (Foto: Segundo Filmagens/Agência Miséria)


Neste momento os vereadores Darlan Lobo (MDB) e Demontier Agra (PPL) reclamaram da presidência juntamente com Vieira Neto por não colocar a Ata da Reunião de Líderes para ser lida.

Márcio Joias cortou a fala dos vereadores e deu continuidade a sessão. Mas nove dos presentes deixaram o plenário. Darlan Lobo, Tarso Magno (PRP), David Araújo (PEN), Demontier Agra, Damian de Firmino (PRTB), Nivaldo Cabral (DEM), Zé Barreto (PPS), Vieira Neto e Aninha Teles (PDT).

Ficaram Rita Monteiro (PDT), Jacqueline Gouveia (PRB), Auricelia Bezerra (PDT), Rosane Macedo (PPS), Márcio Joias e Adauto Araújo. Por conta do esvaziamento a continuidade da sessão ficou comprometida e não aconteceram deliberações.

Em entrevista a produção do site Miséria, o assessor jurídico da Câmara de Juazeiro, Erivaldo Oliveira, afirmou que não havia obrigatoriedade de ser lida a Ata da Reunião do Colégio de Líderes. A Ata que há por obrigação de ser lida é a Ata ordinária relacionada a Sessão.

Assista ao vídeo


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor