Domingo
23 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Mensalidade

Contra fraude eleitoral, Vasco reajusta taxas para sócios

Em 28/02/2018 às 15:15
Compartilhar
Campello foi eleito presidente do Vasco em 2018 (Foto: Reprodução)

A entrada repentina de sócios no processo eleitoral do Vasco, no fim do ano passado, que protagonizou o famoso episódio da “Urna 7”, parece ainda repercutir no clube. O Conselho Deliberativo aprovou o reajuste nos preços da mensalidade e da taxa de adesão da categoria de sócio geral do Cruz-Maltino, reativada pela atual diretoria.

Para se associar, o vascaíno terá que desembolsar R$ 2 mil de taxa de adesão. Além disso, a mensalidade subiu para R$ 70. As mulheres terão benefício de 20% de desconto como incentivo. Para sócio-proprietário a adesão sai por R$ 2,5 mil, enquanto que a mensalidade será de R$ 80.

A decisão do reajuste acata a um pedido do presidente do Vasco, Alexandre Campello. “Nós trabalhamos sempre no sentido de que o Vasco tenha processos saudáveis. Assim, brecamos que aqueles sócios que entram apenas nas vésperas das eleições para votarem e depois deixam o clube se filiem. Assim, conseguiremos inibir isso”, explicou o presidente.

O reajuste na taxa de adesão é o que mais chama atenção, uma vez que a mesma estava na ordem de R$ 200. Campello, porém, não conseguiu emplacar o artigo que previa que o parcelamento desta taxa fosse apenas em dois meses. Os conselheiros decidiram por quatro parcelas.

Na votação, 98 conselheiros aprovaram o reajuste, contra 62 que se posicionaram contra. Curiosamente, um deles foi Júlio Brant, candidato derrotado na eleição do Conselho mesmo depois de ter sido escolhido presidente pelos associados.

“O desejo do torcedor vascaíno é o de votar no clube, de apoiar o clube. Essa taxa de adesão infelizmente torna isso inviável”, disse Brant.

Dentro de campo o elenco se reapresentou nesta terça-feira e começou a preparação para o duelo contra o Macaé nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro. O jogo é reprogramado da primeira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O time será definido no treino desta quarta-feira, porém, o técnico Zé Ricardo vai promover o retorno dos titulares, preservados na derrota de 1 a 0 para a Portuguesa.

 

gazetaesportiva

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira