Terça-feira
18 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 18 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Atacante do PSG

Termina a cirurgia no pé direito de Neymar em hospital de Belo Horizonte

Em 03/03/2018 às 12:00
Compartilhar
Torcedores fazem festa na porta do hospital à espera de notícias de Neymar (Foto: Reuters)

Acabou a cirurgia no pé direito de Neymar, realizada na manhã deste sábado no hospital Mater Dei, em Belo Horizonte. O atacante teve uma fratura no quinto metatarso durante a vitória por 3 a 0 sobre o Olympique de Marselha, e foi operado pelo médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar.

O PSG, que designou o francês Gérard Saillant para acompanhar o procedimento, ainda divulgará um comunicado dando detalhes sobre o procedimento. Nem mesmo o hospital podia revelar sequer se a cirurgia havia começado.

A previsão inicial de Lasmar era que Neymar tivesse alta no domingo, e o prazo de recuperação para que ele voltasse a jogar giraria entre dois meses e meio e três - a fratura no quinto metatarso do pé direito é a lesão que tirará Neymar dos gramados por mais tempo desde sua estreia como profissional.

A cirurgia de Neymar se transformou quase num evento secreto, muito por conta dos ruídos entre CBF e PSG, clube que tem feito questão de demonstrar ao mundo que tem maior poder sobre o atacante que custou 222 milhões de euros em agosto do ano passado.

Inicialmente, estava prevista uma entrevista coletiva de Lasmar, para detalhar o procedimento e a recuperação do jogador. Só que essa entrevista foi, pelo menos por enquanto, cancelada. O PSG deixou claro à assessoria do hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, que só o clube francês está autorizado a falar sobre a cirurgia, e que isso será feito por nota.

Por outro lado, fãs do craque aproveitaram a presença de vários meios de comunicação na cidade para fazer a festa na porta do hospital. Enquanto o camisa 10 passava pela cirurgia no interior do Mater Dei, no lado de fora havia torcedores até com cerveja e cantando pagode. Duas crianças jogavam bola na portaria, mesmo com outros pacientes no local.

Fonte: Globo Esporte

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira