Quarta-feira
20 de Junho de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
Publicidade
Publicidade
Alagoas

Fortes chuvas causam estragos em Maceió; moradores foram orientados a deixar casas

Em 03/03/2018 às 14:30
Compartilhar
Chuvas provocam estragos em Maceió (Foto: Reprodução)

As fortes chuvas deste sábado (3) deixaram vários estrados em Maceió. Crateras se abriram, ruas ficaram alagadas e moradores foram orientados a deixar suas casas.

Apesar dos transtornos e dos danos materiais, não há registro de feridos.

Uma grande cratera se formou na orla de Cruz das Almas, na parte baixa da cidade, atingindo o calçadão, a ciclovia e parte da pista.

Quem circulou pela manhã deste sábado pela capital precisou de cautela por conta dos diversos pontos de alagamentos. No bairro da Gruta a água invadiu uma garagem que fica no subsolo de um prédio e danificou o sistema elétrico e dezenas de carros.

Na Chã da Jaqueira foram constatados diversos pontos que apresentam risco de desabamento. Por conta disso, alguns moradores foram orientados a deixar casas.

"Nós orientamos que os moradores saíssem de casa e fossem procurar um local seguro até que a chuva passasse. Estava previsto para chover hoje, mas não com essa intensidade", disse o diretor de ação da Defesa Civil, Arthur Costa.

Ainda de acordo com ele, as vias que estão mais críticas são a Santa Rosa de Lima, que fica entre o Feitosa e o Jacintinho; além da Avenida Senador Rui Palmeira, na Ponta Verde.

Temporal

A Defesa Civil de Maceió informou que o volume de chuva na capital alagoan nas últimas horas chegou a mais de 40% do quantitativo esperado para todo o mês de março.

De acordo com o índice pluviométrico monitorado pela Defesa Civil, na região de Chã da Jaqueira o registro chegou a mais de 60 milímetros, alcançando 82.2 mm nos últimos três dias, volume que corresponde a 43% do esperado para os 31 dias deste mês.

Ações emergenciais

Diante dos estragos, o governador Renan Filho (PMDB ) informou que acionou a Defesa Civil, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand) para que as áreas afetadas sejam inspecionadas.

Fonte: G1 AL

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira