Brasil
No Rio de Janeiro
Vacinação contra febre amarela fica abaixo da meta
Compartilhar

(Foto: Reprodução/ Terra)

Em 04/03/2018 às 14:40
Publicidade

O balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro indica que cerca de 250 mil pessoas foram vacinadas no Dia D de vacinação contra a febre amarela, ocorrido no sábado (3), nos 92 municípios fluminenses. De acordo com a secretaria, essa foi a terceira grande ação realizada pelo órgão contra a doença desde o ano passado. O resultado, porém, ficou abaixo da meta prevista, que era imunizar 500 mil pessoas.

O secretário de Saúde do estado, Luiz Antonio Teixeira Jr., confirmou que o movimento de ontem foi menor do que o do dia 27 de janeiro. Ele destacou, contudo, que é importante manter o alerta sobre a importância da vacinação. "Precisamos imunizar um total de 14 milhões de pessoas, e até agora cerca de 10,5 milhões estão protegidas. A campanha continua nos postos municipais, e vamos trabalhar de forma incansável até que todo o público-alvo esteja vacinado", disse.

Publicidade


 Maria Ximenes, de 74 anos, foi examinada por um médico na tenda montada no Parque dos Patins, na Lagoa, bairro da zona sul da capital, e foi vacinada. "Fui avaliada bem rapidinho e liberada para tomar a vacina", disse. A dona de casa Maria Martins Ferreira, de 35 anos, moradora da Pavuna, zona norte do Rio, foi à Praça da Matriz, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, e vacinou também a filha Eloá, de 8 anos. "Aproveitei a campanha para me proteger e principalmente proteger minha filha", afirmou.

A campanha de vacinação desse sábado teve a participação dos postos municipais de saúde, de 29 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), 11 hospitais da rede estadual, o apoio de unidades do Corpo de Bombeiros, além de tendas montadas pela secretaria em cidades da região meetropolitana do Rio.

Publicidade


Orientação

A partir do último dia 25 de janeiro, atendendo orientação do Ministério da Saúde, 15 municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro passaram a fornecer doses fracionadas da vacina. Nas demais regiões, são aplicadas doses-padrão para imunização.

O ministério recomenda que não devem tomar a dose fracionada crianças de 9 meses a menores de 2 anos; pessoas com condições clínicas especiais, entre as quais portadores de HIV/aids, ao fim do tratamento de quimioterapia, pacientes com doenças hematológicas; gestantes; e viajante internacional, que deve apresentar comprovante de viagem no ato da vacinação.

A secretaria de Saúde informou que em janeiro do ano passado, adotou medidas preventivas, tendo iniciado a criação de cinturões de bloqueio, antes que fossem registrados os primeiros casos de febre amarela no estado.

Foi feita a vacinação contra a febre amarela, principalmente nos municípios limítrofes com Espírito Santo e Minas Gerais, estados considerados áreas de risco para a doença, à época. Em julho de 2017, os 92 municípios fluminenses foram incluídos na área de recomendação da vacina e receberam doses para imunizar a população.

Terra


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor