Sábado
22 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Pernambuco

Em três horas, chove o esperado para 10 dias no Grande Recife, diz Apac

Em 06/03/2018 às 17:30
Compartilhar
Terça-feira começou com chuva e ruas cheias de água no Recife (Foto: Reprodução)

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) informou nesta terça-feira (6) que mais cinco dias de chuva são esperados para o Grande Recife. Em menos de três horas, foi registrado um volume de água equivalente ao esperado para cerca de 10 dias em alguns pontos da região, como em Jaboatão dos Guararapes e no Centro do Recife. Precipitações causaram alagamentos e transtornos à população.

No início da manhã, a Apac emitiu um alerta para chuvas fortes no Grande Recife e na Zona da Mata. O aviso se mantém até a manhã de quarta-feira (7).

De acordo com Roberto Pereira, meteorologista da Apac, o maior índice de precipitação foi de 66 milímetros, em Jaboatão. Isso representa 30% dos 227 milímetros esperados para março.

No Recife, houve chuva de 65 milímetros. Isso representa 38% dos 169 milímetros aguardados para todo o mês. Ele explica que, durante a terça-feira (6), há expectativa de chuva de fracas a fortes e que qualquer volume pode fazer diferença na região.

"Em virtude das condições meteorológicas, estamos num período em que os volumes de chuva são elevados a cerca de 300 milímetros por sistema. São chuvas em torno de cinco a dez dias, lembrando que a estação chuvosa no Grande Recife e na Zona da Mata começa em abril e segue até julho", explicou Roberto.

Alagamentos

As fortes chuvas que atingiram o Grande Recife nesta terça-feira (6) causaram alagamentos e transtornos para a população. A chuva afetou o sistema de sinalização dos trilhos do metrô do Recife, que tiveram que trafegar em baixa velocidade.

Por causa das chuvas, em diversas áreas foram registrados pontos de alagamento e transtornos no trânsito. No início da manhã, já havia sido registrado volume de chuva superior a 70 milímetros em alguns pontos da região.

A Apac registrou, em Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, 75 milímetros de chuva durante a madrugada. Para março, são esperados 227 milímetros para a região.

De acordo com a assessoria de comunicação da Superintendência de Trens Urbanos do Recife, a chuva causou curto circuito no sistema elétrico de alguns trechos da linha centro do metrô. Segundo o órgão, não houve interrupções nas viagens e uma equipe de manutenção foi acionada para resolver o problema.

Fortes chuvas

No domingo (4), uma chuva forte deixou em alerta a população de alguns bairros de Olinda. No fim da manhã, choveu 32 milímetros em pouco mais de uma hora, de acordo com a Apac. Por causa da precipitação, houve pontos de alagamento nos bairros de Jardim Atlântico, Rio Doce, Cidade Tabajara e Casa Caiada. De acordo com a Prefeitura e Olinda, a Defesa Civil do município não recebeu notificações sobre deslizamentos ou ocorrências.

Duas semanas após os transtornos causados pela chuva em cidades da Zona da Mata de Pernambuco, moradores voltaram a ficar assustados com o mau tempo, em Tamandaré, no Litoral Sul do estado. De acordo com a Apac, entre a madrugada e a manhã de sábado (3), choveu em média 117,6 milímetros no município.

O volume de chuva registrado em apenas um dia equivale a 67% dos 174 milímetros esperados para todo o mês de março na cidade. Moradores relataram pontos de alagamento e transtornos causados pelas precipitações na cidade.

O município de Ipojuca, no Grande Recife, que foi um dos mais castigados durante a chuva do dia 18 de fevereiro, voltou a sofrer com o grande volume de chuvas no sábado (3). A Praia de Porto de Galinhas, um dos principais destinos turísticos da região, foi uma das mais afetadas.

Fonte: G1 PE

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira