Política
Vazou nas redes sociais
Áudio supõe possível intimidação a servidores públicos de Caririaçu
Compartilhar

Secretária Zélia é apontada como autora do áudio (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

Em 06/03/2018 às 17:45
Publicidade

Caririaçu. Um áudio apontado como sendo de autoria da secretária de Assistência Social deste município, Zélia Feitosa, esposa do prefeito Edmilson Leite (PDT), vazou no WhatsApp no início da tarde desta terça-feira (6) causando grande repercussão.

Nele, ela convoca servidores municipais ligados a pasta à comparecerem à um ato realizado pelo PDT cearense, na última quinta-feira (1), que contou com a presença do presidenciável Ciro Gomes e outras lideranças políticas do partido, intitulado “Rumo 12”, que percorreu alguns municípios do Cariri durante o final de semana passado.

Publicidade


No áudio, de cerca de um minuto, é sugerido que cada servidor atraia para o evento outros 12 participantes, mesmo numeral que simboliza o partido ao qual o prefeito do município é filiado. Em tom suave, uma voz feminina informa aos funcionários que estaria de posse do livro ponto dos servidores no local do evento e que os funcionários que ali comparecessem teriam seus nomes marcados no livro.



Publicidade


Nas redes sociais o áudio dividiu opiniões. Para aliados do governo local, o material comprovaria, apenas, uma tentativa de demonstrar força política do gestor local às autoridades pedetista do estado. Opositores, no entanto, defendem que houve abuso de autoridade e uso da máquina pública em beneficio político ao pré-candidato Ciro Gomes, o que poderia afetar sua participação no processo eleitoral  deste ano.

”É obrigar que o servidor público, já tão massacrado por essa administração, participe de evento  sem que ele tenha interesse nisso. Vivemos dias difíceis em Caririaçu. O município está entregue às baratas. A perseguição aqui é terrível. Quem não votou no Edmilson [Leite] no ano passado tem sofrido um bocado nas mãos dessa gente”, revela um funcionário da Prefeitura, que pediu para não ser identificado por medo de sofrer retaliações.

Conforme o servidor, o prefeito pouco é visto na cidade e as demandas são inúmeras desde o ano passado.

Secretária Zélia Feitosa e Ciro Gomes (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)


“Aqui não foi feito nada não, senhor”, avalia a fonte, ressaltando que grande parte do funcionalismo teme sofrer algum tipo de perseguição no município. “Ninguém fala porque se falar eles dão um jeito de perseguir. A verdade é essa. Não ouviu aí a secretária prometendo levar até livro ponto pra reunião do partido deles? Só o que tem em Caririaçu hoje é perseguição ao povo”, frisou o funcionário.

A reportagem tentou ouvir a secretária Zélia Feitosa em relação ao áudio vazado nas redes sociais. Numa primeira tentativa de contato, feita ao número celular de final 5890, a titular da pasta negou conhecimento sobre o assunto, dizendo impedida de conversar naquele momento por estar dirigindo. “Eu não estou sabendo de nada disso não [sobre a convocação dos servidores]. Desconheço…o senhor poderia me ligar outra hora? Estou presa no trânsito agora, impossibilitada de falar”, argumentou.

A reportagem, então, combinou em fazer um segundo contato, em meia hora, para que ela pudesse esclarecer o caso. Quatro novas tentativas foram realizadas ao celular dela, que preferiu não atender as ligações.

Fonte: robertocrispim.com.br


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acha que deve haver leis mais duras para quem agride animais no Brasil?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor