Domingo
23 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
África

Surto de febre Lassa mata 110 pessoas na Nigéria em 2018

Em 07/03/2018 às 10:10
Compartilhar
Desde 1º de janeiro até 4 de março, foram registrados 1.121 casos suspeitos, dos quais 353 deram resultado positivo (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

O surto de febre Lassa, um tipo de doença hemorrágica aguda, que aflige a Nigéria causou 110 mortes neste ano, informou o Centro da Nigéria para o Controle de Doenças (NCDC, na sigla em inglês). A informação é da Agência EFE.

"Desde o início do surto de 2018, houve 110 mortes", indicou o NCDC em comunicado divulgado nesta quarta-feira (7) pela imprensa local.

Desde 1º de janeiro até 4 de março, foram registrados 1.121 casos suspeitos, dos quais 353 deram resultado positivo; oito, prováveis; 723, negativos; e 37 ainda estão à espera dos exames de laboratório.

"O surto da doença ainda está ativo em 18 estados" da Nigéria, acrescentou o órgão oficial.

Até o momento, 16 funcionários dos serviços de saúde sofreram o contágio da doença, detalhou o NCDC.

No último dia 1º, a Organização Mundial da Saúde (OMS) cifrou o número de mortos em 90 e qualificou o surto como o pior da história desta doença no país.

O vírus de Lassa, que normalmente é transmitido por roedores, é uma doença endêmica da África Ocidental, onde são registrados entre 300 e 500 mil casos por ano.

A febre tem um período de incubação de entre 6 e 21 dias, e os sintomas compreendem dores de cabeça, náuseas, vômitos e diarreia.

O contágio entre pessoas pode acontecer, especialmente em ambientes hospitalares que necessitam de medidas de controle de infecções.

Por isso, os profissionais de saúde estão mais expostos à doença, sobretudo nos centros onde as medidas de prevenção de contágios não são respeitadas com rigor.

NoticiasaoMinuto

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira