Sábado
22 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Homicídio em Barbalha

Morre pedreiro baleado em Barbalha quando um crediarista já tinha morrido por bala perdida

Por Demontier Tenório
Em 08/03/2018 às 14:50
Compartilhar
Zé Carlos foi baleado dia 31 de dezembro e morreu nesta quinta-feira (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Exatamente três semanas depois e um novo homicídio ocorreu em Barbalha com a morte de José Carlos Félix, de 40 anos, por volta das 10h30min desta quinta-feira num dos leitos do Hospital São Vicente de Paulo. Ele morava na Avenida Fortaleza (Bairro Cirolândia) naquele município e estava internado desde o dia 31 de dezembro quando foi alvejado a tiros no braço, abdômen e, de raspão, na cabeça. O crime aconteceu na Avenida Luiz Gonzaga perto da Igreja de Nossa Senhora Aparecida no bairro Malvinas.

O mesmo trabalhava como pedreiro e seria o alvo da dupla que se aproximou numa moto efetuando os disparos quando balas perdidas atingiram o crediarista Luiz Sérgio Teles Diniz, de 38 anos, que residia na Rua P25, número 220 naquele bairro. Naquele dia, Zé Carlos ainda conversou com PMs apontando como autor dos disparos o seu cunhado Jarbas Gilson Januário, de 36 anos, residente na Cirolândia, que o próprio tinha tentado matar uma semana antes.

Este foi o primeiro homicídio do mês de março em Barbalha e o nono de 2018 no município ou 42,8% em relação aos 21 assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano foi no dia 22 de fevereiro quando o detento do semi aberto Jean da Silva Alves, de 31 anos, que residia na Rua Antonio Cândido (Bairro Alto do Rosário), foi morto a tiros nas costas ao sair da cadeia pública de Barbalha. Ele respondia procedimentos por tráfico de drogas.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira