Sábado
22 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Homicídio no Cariri

Suposto agiota foi assassinado a tiros e seu corpo encontrado na BR-116 em Barro

Por Demontier Tenório
Em 13/03/2018 às 09:25
Compartilhar
(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Exatamente quatro meses depois um novo homicídio foi registrado em Barro com o achado do cadáver do agricultor Carlos Alberto Alves, de 52 anos, num matagal às margens da BR-116 entre o açude Cipó e a entrada do Distrito de Cuncas na zona rural daquele município. Como sua moto Honda Titan de cor prata e placa OSJ-4672, inscrição de Barro, estava sobre o seu corpo, a ideia inicial é que tivesse sido vítima de acidente de trânsito.

Entretanto, o cadáver apresentava duas perfurações provavelmente à bala. A vítima morava no Distrito de Cuncas em Barro e, segundo informações de populares, costumava emprestar dinheiro a juros. Desde cedo que a polícia recebia informações sobre o cadáver, mas ia até o local e não o encontrava. Por volta das 17 horas um andarilho viu o corpo e acionou a polícia permanecendo nas imediações até a chegada da patrulha que acionou a Perícia Forense de Juazeiro.

Este foi o primeiro homicídio deste ano em Barro ou 33,3% em relação aos três assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O último naquele município tinha ocorrido no dia 12 de novembro quando o ex-presidiário Fernando Jose de Oliveira, de 30 anos, o “Ureinha” que residia na Rua José Rodrigues de Lacerda (Bairro Jardim Raimundo Inácio), foi morto a tiros. O crime aconteceu no bairro Poço da Pedra e a vítima respondia procedimentos por tráfico, crimes ambientais e de trânsito.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira