Domingo
15 de Julho de 2018
Publicidade
Publicidade
Domingo, 15 de Julho de 2018
Publicidade
Publicidade
Aplicativo de mensagens

WhatsApp agora permite refazer download de arquivos apagados no Android

Em 16/04/2018 às 15:55
Compartilhar
WhatsApp (Foto: Reprodução)

Você já tentou baixar novamente um arquivo recebido pelo WhatsApp que você acabou apagando por engano? Se sim, você provavelmente não conseguiu, porque a empresa evita guardar o que esses dados em seus servidores, o que significa que a única cópia fica guardada no seu smartphone. Isso está mudando, no entanto, nas últimas atualizações do aplicativo para Android.

Entre as versões 2.18.106 e a versão 2.18.110, como nota o site WABetaInfo, o aplicativo passou a permitir que seus usuários refaçam o download de algum arquivo que tenha sido apagado. Na prática, isso significa que o WhatsApp passará a guardar esses documentos em seus servidores depois que você os tenha baixados para o seu celular.

Até então, o WhatsApp guardava os arquivos enviados por meio do aplicativo por 30 dias e deletava se o destinatário não fizesse menção de baixa-lo. Caso o usuário decidisse baixar os dados, eles eram imediatamente deletados do servidor.

Pode parecer pequeno, mas é uma mudança grande no funcionamento do app. Os responsáveis pelo WhatsApp juram desde o princípio da empresa que nada do que os usuários trocam entre si por meio do aplicativo fica guardado nos servidores. Por causa dessa política, a empresa já se livrou de ter que fornecer dados de usuários às autoridades, simplesmente por que não os tinha. Isso muda a partir de agora, embora a informação continue com criptografia de ponta-a-ponta, então teoricamente ainda é impossível para alguém que acesse tenha acesso aos dados abrir e ver o seu conteúdo.

Segundo o WABetaInfo, foi possível recuperar imagens e vídeos recebidos e apagados entre dois e três meses com a versão 2.18.133 do app. O site também nota que a mensagem original não pode ter sido apagada; só será possível refazer o download se apenas o arquivo tiver sumido do armazenamento interno do aparelho.

Por enquanto, essa função só está ativa no Android. Não se sabe quando ou se o recurso chegará ao iOS ou Windows 10 Mobile.

Fonte: Olhar Digital

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira