Cariri
De olho na estreia
Comerciantes de Juazeiro reaproveitam produtos da Copa de 2010; vitória do Brasil pode alavancar vendas
Compartilhar

Produtos são da Copa de 2010; vitórias podem alavancar vendas (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)

Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Em 17/06/2018 às 07:00
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia da estreia do Brasil na Copa de 2018, o clima para os comerciantes que vendem produtos relacionados à Seleção Brasileira ainda é de incertezas.

Em Juazeiro do Norte e Crato, por exemplo, ambulantes reaproveitam mercadorias do mundial de 2010 e 2014, e esperam um bom desempenho dos jogadores para alavancar as vendas.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE


Ambulantes esperam um bom desempenho dos jogadores para alavancar as vendas (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)


"O resultado dos jogos está totalmente ligado ao nosso lucro", comenta José Ambrósio, 34, camelô em Juazeiro. Ele conta que diversos vendedores ambulantes adquirem camisas, chapéus, perucas e outros produtos verde e amarelo que haviam sidos deixados em estoques de lojas nos últimos oito anos.

Em 2010, por exemplo, o Brasil só avançou até a fase das oitavas de final na Copa, desempenho que estagnou as vendas principalmente em lojas de produtos importados no Centro. "Este tipo de produto nós compramos sem ter a certeza da durabilidade", explica um comerciante em Crato.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE


Bom cenário

Apesar do retrospecto, as perspectivas de vendas este ano vêm melhorando no último mês. Com o bom histórico nos últimos amistosos, a seleção passa mais confiança, o que incentiva o consumo.


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Qual rede social você mais usa?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor