Nordeste
Pernambuco
Mulheres são torturadas no Recife por causa de dívida de drogas
Compartilhar

Mulher relatou ter sofrido torturas por causa de uma dívida com traficante de drogas, no Recife (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Em 09/08/2018 às 12:25
Publicidade

“Ele amarrou uma corda nos meus pés e nas minhas mãos e me arrastou até a maré. Disse que ia me jogar com uma pedra para eu afundar e que cortaria deus dedos e minha orelha”. Este é o relato de uma mulher, de 27 anos, que foi torturada em uma comunidade da Zona Oeste do Recife, por causa de uma dívida de drogas.

O autor do crime, Emmanuel Augusto de Oliveira, de 37 anos, que também agrediu a companheira da vítima, foi preso na quarta-feira (8). Segundo a Polícia Civil, ele acabou sendo autuado por lesão corporal, cárcere privado e furto.

Publicidade


O caso da violência praticada contra as duas mulheres foi apresentado nesta quinta-feira (9), pela Delegacia de Afogados, na capital pernambucana. De acordo com a Polícia Civil, uma das vítimas, Rosalice Melo, de 38 anos, acabou sendo presa por causa mandado por tráfico de drogas.

Na delegacia, a companheira de Rosalice, que não teve o nome revelado, mostrou as marcas da tortura nos braços, pernas e costas. “Ele bateu com porrete, cabo de vassoura e usou até um facão”, afirmou.

Publicidade


O delegado de Afogados, Igor Leite, relatou que os três têm envolvimento com drogas, seja tráfico ou consumo. O policial contou que tudo começou quando a companheira de Rosalice entregou uma bicicleta no ponto de venda de crack, na área da comunidade conhecida como Vila São Miguel, por não conseguir pagar uma dívida de R$ 200.

Sem o dinheiro, Emmanuel passou a procurar a devedora. Como não a encontrou, pegou a companheira dela, que é Rosalice.

Durante várias horas, a mulher foi torturada psicologicamente e ameaçada. “Em seguida, ele praticou furtos em uma residência, roubou fios de cobre e mandou ela ficar olhando. Ele se distraiu e ela conseguiu fugir”, disse o delegado.

Igor Leite acrescentou que pouco depois, Emmanuel seguiu Roalice e acompanhou o encontro dela com a companheira, em uma estação de metrô no Recife. Então, ele levou a companheira dela também para a casa dele e praticou outra sessão de tortura física.

“Como não recebeu o dinheiro do crack, Emmanuel decidiu matar a mulher. Recebemos a informação sobre o crime que estava em andamento e conseguimos efetuar a prisão e apreender a faca e a corda usadas na tortura”, informou o delegado.

Leite disse, ainda, que ao ser levado para a delgacia, Emannuel estava sob efeito de drogas. “Ele estava muito violento e só falava na dívida de R$ 200 e na bicicleta”, comentou.

Fonte: G1 PE


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você costuma fazer a revisão do veículo quando vai viajar?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor