Sexta-feira
16 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Senador

Casa luxuosa de Romário é penhorada para pagar dívida

Em 16/08/2018 às 13:45
Compartilhar
(Foto: Reprodução/ Terra)

A Justiça do Rio de Janeiro determinou, nesta quinta-feira (16), a penhora de uma casa do ex-jogador e senador Romário, candidato do Podemos ao governo do Estado, como garantia do pagamento de uma dívida de R$ 20 milhões.

 

Segundo matéria publicada pelo jornal O Globo, o imóvel fica em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca e custa R$ 6,4 milhões. Entre outros bens, também teriam sido penhorados R$ 4,8 milhões de um plano de previdência privada de Zoraidi de Souza Faria, irmã do senador e também ré no processo, carros de luxo e uma lancha.

 

“O dinheiro é meu, consegui com meu suor. O meu dinheiro dou para quem quiser. Dou para minha irmã, para minha mãe, para o meu irmão. Não tem R$ 1 de dinheiro público aí. Está tudo declarado no Imposto de Renda da minha mãe e da minha irmã”, informou o candidato ao jornal.

A casa, no entanto, não teria aparecido na lista de bens entregue pelo senador ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), embora tenha sido declarada por Zoraidi à Receita Federal. A antiga proprietária e um vizinho confirmaram que o imóvel pertence a Romário

Um relatório de maio do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Fazenda, identificou indícios de lavagem de dinheiro em operações financeiras do senador, segundo a reportagem de “O Globo”. O documento aponta a suspeita de que ele administra a conta em nome da irmã com o “intuito de ocultar” a própria movimentação de recursos.

 

Sobre o plano de previdência de Zoraidi, a Justiça entendeu que os recursos são do próprio Romário, como parte da estratégia de ocultação do patrimônio para evitar o pagamento de dívidas. Em 2015 e 2016, Zoraidi recebeu R$ 10 milhões em empréstimos: R$ 4 milhões do senador e R$ 6 milhões da RSF, empresa cujos donos no papel são a mãe e o pai de Romário.

O candidato declarou à Justiça eleitoral um patrimônio de R$ 5,5 milhões — com a casa, os bens cresceriam em 116%. O senador também tem participações societárias, um apartamento e créditos de empréstimos —não está especificado quem são os devedores dos recursos.



Terra

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira