Segunda-feira
24 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Eleições 2018

Bolsonaro e Ciro empatados no Ceará na parte espontânea

Em 18/08/2018 às 08:50
Compartilhar
Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL) (Foto: Reprodução/Internet)

Na parte da pesquisa feita pelo Ibope no Ceará, entre os dias 13 e 15 deste mês, com o objetivo de "levantar um conjunto de informações sobre o contexto político-eleitoral em relação às próximas eleições", uma novidade a ser considerada é o fato de o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) estar empatado tecnicamente com o seu concorrente Ciro Gomes (PDT), quando os entrevistados manifestaram-se, espontaneamente, sobre em quem votaria para presidente. Ciro, embora tenha nascido no Estado de São Paulo, está no Ceará desde criança, chegando a ser deputado estadual, prefeito da Capital, governador do Estado, deputado federal e ministro em duas oportunidades, foi citado por 8% dos entrevistados, enquanto Bolsonaro foi apontado por 9% dos eleitores.

Na parte estimulada, quando os entrevistadores apresentam a relação dos candidatos, como foi publicado na edição do Diário do Nordeste de ontem, Ciro ganha bem de Bolsonaro, perdendo apenas para Lula, com uma diferença até significativa. Sua melhor performance é quando Lula está fora da relação e entra o petista Fernando Haddad. Mesmo assim, não se equipara à preferência do eleitorado cearense a Lula. Os números da pesquisa, embora seja a primeira da corrida eleitoral no Estado, há de reclamar um ajuste na aliança que tem o PDT com o PT local.

Na coligação destas agremiações, o governador Camilo Santana tem dito ser o privilegiado por ter dois grandes nomes como candidato a presidente da República, Lula e Ciro, mesmo com o petista com poucas chances de ser realmente candidato, por conta das restrições da Lei da Ficha Limpa, a condenados por colegiados, como é o caso de Lula, hoje preso cumprindo pena em Curitiba. Há constrangimentos por conta dessa posição de Camilo, tanto para uma parte de seus correligionários no PT, quanto para alguns do PDT.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral e no TSE. Ouviu 1204 eleitores entre os dias 13 e 15 deste mês.

Fonte: Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira