Quinta-feira
20 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Explosivo

Bomba da 2° Guerra obriga evacuação de 18 mil na Alemanha

Em 26/08/2018 às 15:00
Compartilhar
(Foto: Reprodução/ Terra)

Uma bomba da Segunda Guerra Mundial foi desativada com sucesso neste domingo (26) após a evacuação de 18.500 pessoas na cidade alemã de Ludwigshafen.

Pesando 500 quilos, a bomba foi descoberta na semana passada durante obras no distrito de Friesenheim, no norte da cidade. Durante a guerra, Ludwigshafen, um importante centro industrial do sudoeste da Alemanha e que é sede da empresa BASF, foi alvo frequente de bombardeios dos Aliados.

"Boas notícias, a bomba foi desativada! Os cidadãos podem voltar para suas casas", indicaram as autoridades municipais de Ludwigshafen no Twitter.

As autoridades também publicaram uma imagem recente da bomba oxidada depois que ela foi desenterrada.

Enquanto prosseguia a operação para desativar a bomba, as autoridades locais ordenaram que os moradores dentro de um raio de um quilômetro ao redor do local deixassem suas casas.

As equipes especializadas levaram uma hora para desativá-la e os moradores puderam voltar para suas casas a partir de 14h (9h no horário de Brasília).

Essa foi a segunda maior operação de evacuação já registrada em Ludwigshafen para a desativação de uma antiga bomba. Em 1997, 26 mil habitantes tiveram que sair de suas casas até que outro explosivo encontrado no distrito de Rheingönheim fosse inutilizado.

Mais de 70 anos após o conflito mundial, estima-se que milhares de explosivos continuem escondidos em solo alemão. Todos os anos, peritos desarmam cerca de 5 mil bombas, além de toneladas de outras munições.

Em agosto de 2017, o aeroporto de Tegel, em Berlim, teve que ser fechado temporariamente para a remoção de uma bomba de cem quilos.

Já em julho do ano passado, uma prisão em Regensburg foi evacuada até que uma bomba encontrada em uma área próxima fosse removida. Em setembro, 60 mil pessoas foram evacuadas em Frankfurt por causa de outra antiga bomba.

Também não é incomum que frequentadores das praias no norte do país encontrem fragmentos de antigas bombas de fósforo, que podem ser confundidas com pedras de âmbar, uma resina fóssil usada na fabricação de joias.

Terra

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira