Sábado
17 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Libertadores

Santos empata no Pacaembu e está eliminado; jogo termina em confusão

Em 29/08/2018 às 07:10
Compartilhar
Policial imobiliza torcedor do Santos que invadiu gramado do Pacaembu (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

Derrotado nos tribunais da Conmebol, o Santos não conseguiu reverter a desvantagem em campo e está fora da Copa Libertadores. Precisando golear, a equipe só empatou em 0 a 0 com o argentino Independiente nesta terça-feira, no Pacaembu, pelas oitavas de final.

O jogo foi encerrado pelo árbitro aos 35 minutos do segundo tempo depois que torcedores santistas jogaram bombas em campo e tentaram invadir o gramado – alguns conseguiram e foram presos. Nas arquibancadas, a confusão terminou com muitas cadeiras quebradas e a polícia precisando intervir para conter os mais exaltados.



O Santos tinha uma missão quase impossível na noite desta terça: reverter a enorme vantagem do Independiente conquistada em um contestado julgamento da Conmebol. Apesar do 0 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, na Argentina, a entidade sul-americana oficializou a vitória adversária por 3 a 0 porque o time brasileiro escalou Carlos Sánchez de maneira irregular.

Apesar de mostrar vontade nesta terça, a equipe brasileira esbarrou no nervosismo e na retranca adversária e não conseguiu a goleada necessária. A disputa, porém, ainda pode estar longe do fim. O Santos promete ir à Fifa e à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão da Conmebol.

Tensão

Desde antes do apito inicial a tensão estava no ar. O policiamento foi reforçado e de tempos em tempos os torcedores xingavam a Conmebol em um coro que terminava “o meu Santos não precisa de você”. O presidente José Carlos Peres foi hostilizado por uma parte da torcida, quando apareceu no camarote do estádio.

O dirigente, inclusive, disse que não vai deixar quieto a “injustiça” que fizeram ao seu clube. “Quem manda na Conmebol são os argentinos. A decisão não foi técnica, foi política, injusta e lamentável. Não tenho a menor dúvida que o erro foi da Conmebol e, se for possível, vamos paralisar essa competição porque ela está desmoralizada. Nós não seremos prejudicados e vamos lutar em todas as instâncias”, avisou.

O jogo

Em campo, os jogadores tentaram deixar de lado a polêmicas dos bastidores para pensar apenas em gols para avançar no torneio. Carlos Sánchez, pivô involuntário da crise, foi aplaudido pela torcida.

Como visitante, o Independiente sabia que poderia apostar nos contra-ataques para surpreender. Logo no início, Gabriel recebeu em velocidade, chutou, mas Campaña salvou o Independiente. As divididas eram duras e os jogadores do Santos pareciam pilhados.

O time argentino estava bem postado e dava pouco espaço. Gigliotti teve ótima chance, mas Gustavo Henrique tirou de carrinho na hora do chute. Gabigol também teve outra chance, mas parou em Campaña. E, antes do intervalo, o árbitro marcou pênalti de Vanderlei em Hernández. Meza bateu e o goleiro do Santos espalmou, levantando a torcida.

Ao final do primeiro tempo, o Santos optou por não descer ao vestiário e ficou no campo, ouvindo o incentivo dos fãs. O time voltou com tudo e por pouco Gabigol não abriu o placar em cruzamento de Victor Ferraz. Do outro lado, o Independiente levava perigo nos chutes de média distância e nos contra-ataques.

Mesmo com as mexidas de Cuca, o Santos não melhorou. A cada oportunidade, os jogadores do Independiente aproveitavam para gastar o tempo, deixando os brasileiros ainda mais nervosos. Em uma jogada trabalhada, Hernández mandou no travessão, assustando os santistas.

Aos 35, bombas foram jogadas no campo e começou a confusão. O juiz esperou alguns minutos e decidiu encerrar o duelo, permitindo que os argentinos fossem para o vestiário. A torcida aplaudiu o time santista, mesmo com a eliminação.

Fonte: Veja

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira