Política
Boicotando a nova Gestão
Denúncia: Prefeita afastada de Jati diz que voltará ao poder e tenta coagir servidores
Compartilhar

Prefeita afastada de Jati, Maria de Jesus Diniz Nogueira, conhecida como Neta (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Por João Boaventura Neto
Em 03/09/2018 às 00:15
Publicidade

A prefeita afastada de Jati, Maria de Jesus Diniz Nogueira, conhecida como Neta, fora do cargo há aproximadamente dois meses e meio, está coagindo servidores temporários do município. A informação é de servidores do município que procuraram o site Miséria para expor a situação.

Neta foi afastada após segunda fase da operação Abelha Rainha. A solicitação para afastamento, de 180 dias, partiu da Procuradoria de Justiça dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP).

Publicidade


Por conta disso, a vice-prefeita, Francisca Ferreira de Souza (Mundinha), assumiu o cargo na condição de interina.

Desde então, a prefeita afastada tem divulgado aos quatro cantos do município que tem data certa para voltar e quem a trair irá pagar caro.

Publicidade


Hoje parte do funcionalismo público encontra-se amedrontado pela postura da prefeita afastada Neta, quando diz que vai voltar e "fazer justiça" com quem aderir à gestão de Mundinha.

Gestores de Jati são suspeitos de enriquecer com base em irregularidades na desapropriação de imóveis para construção de estádio de futebol (Foto: Divulgação/MPCE)


De acordo com denúncias, Neta está dizendo que vai exonerar quem não boicotar as ações e projetos da nova prefeita. A denunciante, que preferiu não se identificar, afirmou ao site Miséria que Neta "(...)tem se valido desse artifício apenas para amedrontar os servidores e assim boicotar a nova gestão causando prejuízo ao município (...)”, disse.

Em tempo

Pedidos judiciais na esfera Estadual e Federal para retornar ao cargo feitos pela prefeita afastada foram negados. O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), quanto no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília indeferiram o pedido Neta.

Assim, até o final do prazo de 180 dias, podendo ser aumentado em mais 180 dias, e uma decisão final no processo criminal ao qual responde, não procede a informação que a Neta tem data certa para retornar ao cargo.


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você anda usa telefone fixo em casa?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor