Terça-feira
20 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 20 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Após espulsão

Felipe Melo é discreto, vai bem e pode se aproveitar do ´conselho´ de Felipão

Em 03/09/2018 às 08:15
Compartilhar
Felipe Melo durante a vitória do Palmeiras, sobre a Chapecoense, na Arena Condá (Foto: Reprodução/ Terra)

Luiz Felipe Scolari disse que deseja ver Felipe Melo ser lembrado "apenas por seu futebol". A entrevista do treinador do Palmeiras pode ser um exemplo de como o volante agir daqui para frente. Três dias após a expulsão desnecessária aos 3´ e que quase complicou o time na Libertadores, o camisa 30 deu uma boa resposta e destacou-se na vitória contra a Chapecoense, na Arena Condá.

Felipe costuma ser o primeiro meio-campista do Verdão, mas em Santa Catarina jogou com mais liberdade ao lado de Thiago Santos. O camisa 5 é quem deve substitui-lo na Libertadores e na Copa do Brasil, torneio no qual também está suspenso.



Na vitória de domingo, Felipe Melo cabeceou uma bola na trave, conseguiu três desarmes, assim como Thiago, cometeu duas faltas (Lucas Lima, Hyoran e Borja realizaram mais infrações), foi quem mais acertou passes (25) e quem menos errou (um) no Palmeiras. Deu a assistência para o gol de Hyoran e até chapéu.

Os números comprovam o bom jogo do camisa 30, que foi discreto: não comemorou efusivamente cada desarme, simplificou (também por conta do gramado ruim) a saída de bola, sem forçar lançamentos que são o seu forte, mas nem sempre a melhor decisão em um lance, e ficou longe de polêmicas ou jogadas mais pesadas.

Até pelas suspensões, ainda acho que Felipe acabará jogando mais no "time B", que tem disputado o Brasileiro, do que o "time A", dos mata-matas, que deve ter Thiago Santos, um jogador bastante elogiado por Scolari.

Mas a resposta em um curto período pode ser uma amostra de que as conversas internas, com Felipão e Alexandre Mattos, fizeram efeito. Ele errou contra o Cerro, mas com três competições a disputar será preciso usar todo o elenco e isto o inclui, mesmo que na segunda equipe.

É inegável a qualidade de Felipe Melo, só que a discussão sobre o custo-benefício de seu "pacote" rotineiramente volta à pauta na imprensa - em alguns casos injustamente; não desta vez. Se Felipão conseguir fazer o meio-campista passar mais discretamente pelo menos nestas próximas partidas e torná-lo um fator apenas jogando, sem problemas, será um grande feito.

Terra

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira