Quarta-feira
19 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Pernambuco

Esposa de médico esquartejado confessa ter matado o marido sem ajuda do filho

Em 04/09/2018 às 17:15
Compartilhar
Esposa confessa ter matado o médico de Aldeia e isenta filho de crime (Foto: Reprodução/Internet)

A farmacêutica Jussara Rodrigues Silva Paes, presa por ter participado do assassinato do marido, o médico Denirson Silva Paes, cujo corpo foi encontrado esquartejado em um poço dentro de um condomínio no Grande Recife, confessou ter matado o cardiologista, segundo a Polícia Civil.

A informação, divulgada nesta terça-feira (4), foi dita durante um depoimento prestado na Colônia Penal Feminina do Recife na segunda (3), à delegada Carmem Lúcia.

Segundo a Polícia Civil, Jussara também alegou ter cometido o crime sozinha, sem ajuda do filho Danilo Paes, que, assim como a mãe, foi indiciado por homicídio e ocultação do cadáver do pai. Com a mudança no depoimento, a corporação afirmou que vai trabalhar para verificar a veracidade da nova versão apresentada pela farmacêutica.

Presos desde 5 de julho, mãe e filho tiveram a prisão temporária convertida em preventiva após serem indiciados pela Justiça. Ao todo, três habeas corpus para os réus foram negados, sendo dois pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e um pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

Entenda o caso

O corpo do cardiologista foi encontrado esquartejado no dia 4 de julho dentro de um poço no condomínio em que a família mora, em Aldeia, em Camaragibe, no Grande Recife. A perícia encontrou as partes do corpo em meio a areia e metralha.

Instituto de Criminalística (IC) realizou perícias com reagentes químicos para colher DNA e outros materiais para subsidiar as investigações. Depois de perícias, o IC constatou que o corpo teve partes carbonizadas antes de ser escondido no poço, que tem cerca de 25 metros de profundidade.

As primeiras perícias realizadas no corpo do médico indicaram que, além de ter sido esquartejado, partes do corpo de Denirson também foram carbonizadas.

A cabeça e o tórax do médico foram encontrados no dia 12 de julho. Na data, a Polícia Civil informou que 90% do cadáver de Denirson Paes tinha sido encontrado e encerrou as buscas.

Mãe e filho foram autuados após um mandado de busca e apreensão na residência da família. Em seguida, a polícia chegou a estipular uma fiança no valor de R$ 1,9 milhão para mãe e filho, mas a quantia não foi paga.

Após audiência de custódia, Jussara foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro da Iputinga, no Recife, e Danilo para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Lula (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana.

Fonte: G1 PE

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira