Terça-feira
13 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Terça-feira, 13 de Novembro de 2018
Publicidade
Publicidade
Pesquisa eleitoral

Bolsonaro lidera Ibope com 22%; Ciro chega a 12% e empata com Marina

Em 06/09/2018 às 06:30
Compartilhar
O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

O Ibope divulgou na noite desta quarta-feira, 5, uma nova pesquisa eleitoral com números para a corrida à Presidência da República na eleição de outubro. O levantamento, primeiro a ser divulgado pelo instituto de pesquisas depois do início do horário eleitoral no rádio e na TV e da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de barrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tem como candidato do PT o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e mostra Jair Bolsonaro (PSL) na liderança.

O deputado federal tem 22% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT), ambos com 12%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%, e Haddad, com 6%. Na pesquisa anterior do instituto de pesquisas, divulgada em meados de agosto, Bolsonaro tinha 20%; Marina, 12%; Ciro, 9%; Alckmin, 7%; e Haddad, 4%.



Em seguida no levantamento divulgado nesta quarta-feira, aparecem Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo), cada um com 3% da preferência, Henrique Meirelles (MDB) com 2%, Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL), cada um com 1%. Cabo Daciolo (Patriota) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram.

Brancos e nulos somam 21% e eleitores indecisos ou que não responderam são 7%.

A pesquisa Ibope foi encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela TV Globo e ouviu 2.002 eleitores entre os dias 1 e 3 de setembro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR‐05003/2018.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno feitas pelo Ibope, Jair Bolsonaro é derrotado por Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e Marina Silva e só vence numericamente, dentro da margem de erro, Fernando Haddad.

Contra Ciro, o candidato do PSL tem 33% das intenções de voto, contra 44% do adversário, com 19% de brancos e nulos e 4% de indecisos e eleitores que não responderam.

Em uma disputa com Alckmin, Bolsonaro tem 32%, ante 41% do tucano, com 23% de brancos e nulos e 4% de indecisos e eleitores que não responderam.

Quando a adversária é Marina, Jair Bolsonaro tem 33% e ela, 43%. Neste cenário, votos brancos e nulos somam 20% e indecisos e eleitores que não responderam são 3%.

Diante de Haddad, Bolsonaro tem 37% e o petista, 36%. Brancos e nulos são 22%, enquanto indecisos e eleitores que não responderam somam 5%.

Rejeição

O desempenho de Jair Bolsonaro no segundo turno, sendo derrotado por quase todos os oponentes, pode ser explicado a partir dos números da rejeição aos candidatos ao Palácio do Planalto. O deputado federal é o mais rejeitado pelo eleitorado, segundo a pesquisa, com 44% respondendo que não votariam nele de jeito nenhum.

Em seguida vêm Marina Silva, com 26%; Fernando Haddad, com 23%; Geraldo Alckmin, com 22%; Ciro Gomes, com 20%; Henrique Meirelles, com 14%; Cabo Daciolo, com 14%; José Maria Eymael, com 14%; Alvaro Dias, com 13%; Guilherme Boulos, com 13%; Vera Lúcia, com 13%; João Amoêdo, com 12%; e João Goulart Filho, com 11%. Conforme o Ibope, 1% respondeu que poderia votar em todos e eleitores que não sabem ou não responderam somam 10%.

No quesito rejeição, a soma dos valores é superior a 100% porque o eleitor pode indicar mais de um candidato em quem não votaria em nenhuma hipótese.

Fonte: Veja

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira