Economia e Negócios
661.525 toneladas
Projeção para a safra cearense de grãos avança 34,27%
Compartilhar

No Ceará, os destaques da oitava estimativa para a produção de grãos, leguminosas e oleaginosas foram o feijão de corda 1ª safra e o milho de sequeiro, segundo os dados do IBGE (Foto: Reprodução)

Em 12/09/2018 às 07:20
Publicidade

A produção cearense de grãos, leguminosas e oleaginosas deve contabilizar 661.525 toneladas neste ano, de acordo com a oitava estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado ontem (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número representa crescimento de 13,20% na comparação com a estimativa do mês anterior, de 584.403 toneladas, e de 34,27% em relação ao prognóstico de janeiro, quando era esperada uma produção de 492.667 t.

De acordo com a avaliação divulgada pelo Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias do Ceará (GCEA), a colheita dos produtos de 1ª safra já está praticamente finalizada, o que permite ter, já no mês de agosto, uma boa estimativa para a produção. Dos principais produtos da 1ª safra, feijão de corda 1ª safra e milho de sequeiro, presentes em 183 municípios do Estado, apenas 13 não atualizaram ainda o rendimento do feijão de corda 1ª safra e apenas 15 ainda vão atualizar o rendimento do milho de sequeiro.

Publicidade


Com grande parte dos municípios já tendo atualizado os dados da colheita, 111 municípios apresentaram avanço no rendimento do feijão de corda 1ª safra ante a safra anterior. No caso do milho, 129 cidades tiveram crescimento ante a safra anterior.

Ainda de acordo com os dados do IBGE, a safra de 661.525 toneladas de grãos, leguminosas e oleaginosas representa um incremento de 24,42% ante a safra de grãos do Estado em 2017 (531.696 t). Dos 13 produtos que compõem o grupo, além do feijão de corda 1ª safra e do milho de sequeiro, outros seis produtos apresentaram elevação na expectativa de produção: arroz irrigado, arroz de sequeiro, feijão de arranca de 1ª safra, sorgo granífero, algodão herbáceo de sequeiro e amendoim.

Publicidade


Tiveram redução na expectativa de produção o feijão de corda 2ª safra, a fava e a mamona.

Brasil

O IBGE estimou em 225,8 milhões de toneladas a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas deste ano no País. A previsão é 0,4% inferior ao cálculo de julho. Caso a estimativa se confirme, a safra será 6,2% inferior (cerca de 14,8 milhões) ao total de 2017.

A queda da previsão de julho para agosto foi provocada principalmente pela redução da estimativa acerca da safra do milho.

Fonte: Diário do Nordeste


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria
Publicidade

Enquete
Você acredita no bom desempenho do Guarani e do Barbalha no Campeonato Cearense Série A?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor