Segunda-feira
15 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Mulheres traficantes

Mulheres acusadas do tráfico de drogas foram presas em Assaré e Juazeiro e tinha até anúncio

Por Demontier Tenório
Em 21/09/2018 às 10:35
Compartilhar
Patrícia foi presa em Assaré e “Coroa” em Juazeiro do Norte (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Policiais civis prenderam duas mulheres acusadas do tráfico de drogas, ontem, em Assaré e Juazeiro. Logo cedo, inspetores da Delegacia de Assaré cumpriram mandado de prisão preventiva expedido pela comarca daquela cidade e levaram para a cadeia a jovem Patrícia Ferreira de Moura, de 23 anos. No último mês de novembro ela já tinha sido presa, numa ação conjunta com policiais militares daquela cidade, com o seu companheiro Lucas Soares de Souza quando foram autuados por crimes de tráfico, associação para o tráfico e posse de arma de fogo.

Patrícia já está à disposição da justiça no presídio feminino de Juazeiro do Norte. Em 2009 ela tinha apenas 15 anos quando terminou acusada da pratica de um furto juntamente com Raiane Gomes da Silva em Assaré. No ano seguinte foi apreendida já com o seu companheiro e, em março deste ano, passou a responder Inquérito Policial por tráfico de drogas em Araripe.

Outra mulher levada ontem para o presídio feminino foi Benedita Lúcia Ribeiro de Freitas, de 55 anos, apelidada por “Coroa”, e presa em flagrante por policiais civis do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas da 20ª DRPC de Juazeiro. Os investigadores montaram campana e terminaram encontrando 60 trouxinhas de maconha enterradas perto da casa dela.

Chamou a atenção uma placa com letras garrafais estampando: “Vende-se Produto da Natura”, mas, no imóvel, tinha era drogas. Além disso, dinheiro com muitas cédulas de pequeno valor e moedas supostamente oriundos da comercialização de substâncias entorpecentes. “Coroa” foi autuada na Delegacia Regional de Juazeiro e vai responder por tráfico de drogas. O Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas em Juazeiro está aproveitando para disponibilizar o WhatSapp 99997.7275 com a garantia de sigilo das denúncias.

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
TJ Seguros
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira