Segunda-feira
22 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018
Publicidade
Publicidade
Diz site

Instagram poderá compartilhar geolocalização com Facebook

Em 07/10/2018 às 08:20
Compartilhar
A função poderia ser desabilitada (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

O Instagram está testando uma nova configuração de privacidade que permite o compartilhamento do histórico de localização de usuários do aplicativo de fotos com o Facebook. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (5) pelo site TechCrunch.

Segundo a pesquisadora Jane Manchun Wong, que descobriu o recurso, o Facebook teria acesso à geolocalização de usuários do Instagram mesmo quando o aplicativo não estivesse em uso.

A função poderia ser desabilitada.

Com isso, o Facebook poderia explorar a segmentação de anúncios, recomendar conteúdos relevantes e contribuir para uma outra função que pode estar testando: um mapa com a localização de amigos na rede social.

O Facebook tem mais de 2,2 bilhões de usuários ativos mensais, e o Instagram, mais de 1 bilhão.

Há pouco mais de uma semana, os cofundadores do Instagram, o americano Kevin Systron e o brasileiro Mike Krieger, anunciaram a saída da empresa.

Reportagens relacionaram a renúncia a possíveis atritos sobre negócios com o presidente do Facebook, Mark Zuckerberg.

O executivo nomeou Adam Mosseri, funcionário de longa data do Facebook, para o comando da rede social. Analistas temem que o Facebook interfira muito no aplicativo de fotos com anúncios ou mais extração de dados sob o comando de Mosseri -que é amigo de Zuckerberg, de acordo com o site.

A companhia já foi processada por quebrar sua promessa aos reguladores europeus de que usaria dados do WhatsApp, que pertence ao mesmo grupo econômico do Facebook. A multa foi de US$ 122 milhões (R$ 472 milhões).

Ao TechCrunch, a empresa informou que não introduziu nenhuma atualização na configuração. "Manteremos as pessoas informadas caso haja mudanças nas configurações no futuro", disse um porta-voz.

Ainda segundo a pesquisadora, o Facebook Messenger em breve poderá permitir que usuários ditem mensagens, iniciem chamadas e criem lembretes por meio de voz.

"O Facebook Messenger foi visto anteriormente testando a transcrição do discurso como parte do assistente de voz Aloha, que acredita-se ser parte do próximo dispositivo de tela de bate-papo por vídeo do Portal do Facebook", diz a reportagem.

NoticiasaoMinuto

Publicidade
Compartilhe
Comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
© ACONTECEU, TÁ NO MISÉRIA
Quer reproduzir nosso conteúdo no seu blog ou site? Estabeleça uma parceria clicando aqui.
Desenvolvido por Kleber Ferreira