Polícia
Em Fortaleza
Polícia prende líder da facção GDE suspeito de expulsar famílias e ordenar ataques criminosos
Em 12/01/2019 às 14:15

´Manel´ tem vasta ficha criminal, com crimes como roubo, homicídio e tráfico de drogas (Foto: Divulgação)

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Compartilhar

Um homem apontado como o líder da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) na região do Jangurussu foi preso pelo 30º DP (Conjunto São Cristóvão), da Polícia Civil, na manhã deste sábado (12). Ele é suspeito de comandar expulsões de famílias de suas residências, há mais de um ano, e ordenar ataques criminosos, nos últimos dias.

De acordo com o delegado Maurício Júnior, os policiais civis encontraram Emanoel Marques Palhano, conhecido como ´Manel´, de 28 anos, em sua residência, no Conjunto Maria Tomásia, e cumpriram um mandado de prisão preventiva expedido pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
´Manel´ é suspeito de ordenar expulsões de famílias de suas residências em conjuntos habitacionais como o Maria Tomásia e o José Euclides da Cunha e outras áreas nos bairros Jangurussu e Conjunto Palmeiras. Ele já havia sido preso em 27 de fevereiro de 2018, pelo mesmo crime.

A Polícia não encontrou nenhum ilícito na residência de ´Manel´. "Geralmente, chefe de facção não mantém ilícito dentro de casa", afirma o delegado Maurício. O suspeito ainda acumula passagens pela polícia por roubo, furto qualificado, tráfico de drogas e associação para o tráfico, dois procedimentos por crime ambiental e dois crimes de trânsito. Ele ainda é suspeito de ordenar vários homicídios.
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
O líder da GDE também é investigado por ordenar ataques criminosos cometidos contra o Estado e a propriedade privada, na região do Jangurussu. A onda de violência chega ao 11º dia e já registra mais de 190 ocorrências em todo o Estado.

Serviço

O Governo do Estado disponibilizou um número de WhatsApp (85) 98969.0182 para o envio de informações, áudios, fotos e vídeos que levem à captura de criminosos. As denúncias também podem ser feitas por meio do telefone 181, o Disque-Denúncia.

Fonte: Diário do Nordeste

Publicidade
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Crato 255 anos: qual seu local favorito na cidade?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor