Polícia
Ladrões em Juazeiro
Presos ladrões de celulares e um suspeito de tentar roubar o malote da Cajuína São Geraldo
Por:
Repórter Demontier Tenório
Em 16/01/2019 às 16:00

“Bruninho” e Tobias são acusados do roubo e receptação de celulares e Leandro é suspeito de tentar roubar o malote da Cajuína quando o funcionário saiu baleado (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Compartilhar

No curto intervalo de uma hora na manhã desta quarta-feira policiais militares prenderam três jovens acusados de assaltos em Juazeiro do Norte. Por volta das 08h30min a CIOPS (Coordenadoria Integrada de Operações e Segurança) foi avisada sobre roubos de celulares no bairro Limoeiro e uma patrulha do Policiamento Ostensivo Geral (POG) foi lá. Uma das vítimas abordada na Rua Rui Barbosa passou para a polícia o número da placa da moto usada no crime.

O caminho seguinte foi a consulta seguida de diligências para chegar à residência dos acusados. No imóvel, se depararam com Bruno Pereira da Silva, de 23 anos, o “Bruninho”, que já responde por roubos e porte ilegal de arma de fogo. Através dele, os PMs chegaram até um lava a jato encontrando um simulacro de arma de fogo, a moto usada no assalto, três celulares e um capacete. No local, a polícia prendeu José Tobias Filgueiras Calou, de 22 anos, acusado de receptação.

Celulares e simulacro de armas apreendidos com Bruninho e Tobias e a moto com placa adulterada que estava com Leandro (Foto: Reprodução/Redes sociais)


Cerca de uma hora depois uma equipe da Força Tática (FT) esteve no bairro Romeirão para cumprir um Mandado de Prisão expedido pela Comarca de Nova Olinda. Leandro Batista de Oliveira, de 23 anos, foi preso em sua casa na Rua Iony Rodrigues e, na Rua Virgínia de Mendonça (João Cabral), os PMs apreenderam uma moto XTZ de cor preta com a placa adulterada. Ele já responde por assalto a mão armada desde novembro de 2013 contra um casal em Juazeiro chegando a lesionar o homem.

Além disso, foi preso com uma arma de fogo no último mês de agosto em Nova Olinda. Para a polícia, a moto que estava escondida deve ter sido a utilizada na tentativa de roubo do malote da Cajuína São Geraldo na última quinta-feira (10) e ele foi reconhecido como um dos acusados. Na ação criminosa, ele efetuou dois disparos contra o funcionário da indústria de refrigerantes que escapou na Clínica São José. A polícia agora tenta descobrir quem era o seu comparsa naquele dia.

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Bolsonaro assinou decreto em favor das vaquejadas e rodeios. Você apoia essas práticas?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor