Esporte
Atacante
Magno Alves nega fim de carreira e revela mágoa com o Ceará
Em 10/02/2019 às 10:30

Magnata vai dar um tempo no futebol para ficar com a família (Foto: Reprodução/ Diário do Nordeste)

Compartilhar

Aos 43 anos, o atacante Magno Alves revelou ter mágoa com o Ceará, clube que defendeu por quatro temporadas. E pelo qual se tornou ídolo. Ele se referia à sua saída do time, após o acesso à Série A, em 2017. A declaração foi dada durante o programa "Bate-papo com os Craques", da Rádio Verdes Mares, neste fim de semana.

"A gente nunca brigou (Magno e o presidente Robinson de Castro), nunca discutiu. Se ele gosta ou não gosta de mim é outra coisa. Mas eu creio que isso é algo que teria que ser pessoal. Isso é uma questão de caráter e respeito. Não mandar recado. Assim que acabou o campeonato, mesmo que o Arthur fosse a prioridade, não estavam falando de qualquer pessoa, estavam falando de um ídolo do clube. Eu creio que, se houvesse respeito mesmo, a prioridade teria que ser eu", disse, sobre sua dispensa e como o processo foi conduzido pelo Ceará.

Depois, Magno Alves passeou por outros times do Brasil, até jogar no Floresta. Disputou a Taça Fares Lopes de 2018 e foi relacionado nos primeiros jogos do Cearense deste ano. Depois, pediu para sair.

"O motivo não foi porque eu estava no banco. Foi devido a muitos jogos nessa 1ª fase. Como é início de temporada, eu não ia aguentar mesmo. Você trabalha a parte física, até você se entrosar e pegar ritmo, e isso leva tempo. Coincidiu, também com a minha filha começar a estudar e eu ter que levá-la à escola. Meu filho de 15 anos, eu levo para fazer teste. Nesse ritmo, eu não estou dando moral nenhuma para minha família".

Sobre o futuro, Magnata desconversou. Afirmou ter propostas, mas que ainda vai estudar qual o melhor caminho para si. Quem sabe, jogar no Ferroviário. "Você não precisaria viajar, tirar as crianças da escola. O Edson Cariús está fazendo gols e daqui a pouco vem um monte de clube atrás dele".

Diário Do Nordeste
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Vapt-Vupt de Juazeiro completa cinco anos e já atendeu 2,3 milhões de pessoas. Como você avalia o atendimento?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor