Nordeste
Pernambuco
Polícia investiga estupro de garoto de 13 anos que desapareceu de casa
Segundo o DPCA, adolescente foi achado pela família na residência de um homem, na Zona Norte do Recife, com quem estava vivendo. Polícia também investiga crime de pornografia.
Em 12/02/2019 às 12:55

Departamento de Polícia da criança e do Adolescente (DPCA) fica na Zona Oeste do Recife (Foto: Reprodução/ G1)

Compartilhar

A Polícia Civil investiga um caso de estupro de vulnerável contra um adolescente de 13 anos, que passou cerca de 14 dias desaparecido de casa, no Recife. O garoto foi encontrado pela família, na noite de segunda-feira (11), na residência de um homem, com quem estava vivendo, no bairro de Campo Grande, na Zona Norte.

Na noite de segunda, os pais do adolescente prestaram uma queixa na 1ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), na área central da capital. Segundo a Polícia Civil, na residência do homem, foi encontrado um celular, contendo fotos e vídeos com pornografia.

A polícia analisa as informações e quer saber com detalhes o que aconteceu no período em que o homem ficou na casa com o adolescente. Um inquérito será instaurado para formalizar a investigação.

“Há indícios de estupro de vulnerável e vamos analisar esse celular, que teria cenas de sexo com menores, configurando crime de pornografia”, comentou o delegado Ademir de Oliveira, do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).

Caso não seja constatada a relação sexual com o menor, o homem também pode ser punido. “Seria subtração de incapaz, um crime menos grave”, disse Ademir de Oliveira.

O DPCA começou a acompanhar o caso do desaparecimento do adolescente no dia 6 de fevereiro, quando foi feito o registro policial.

Os agentes se mobilizaram para localizar o garoto e foram distribuídas fotos da vítima. No fim da tarde de segunda, a família recebeu um telefonema, informando o paradeiro do menor.

“O comissário do DPCA entrou em contato com a Polícia Militar e os pais foram com uma equipe da PM até o local. Na casa, encontraram o garoto, mas o homem não estava lá, pois teria saído para comprar comida”, afirmou Oliveira.

Oliveira informou, ainda, que foi relatado que o adolescente abandonou a casa dos pais por vontade própria. “Houve fuga do lar”, comentou o delegado.

Segundo relatos repassados para a polícia, o garoto conheceu o homem em uma praia em Olinda. Eles se encontraram pelo menos quatro vezes.

Crimes

O crime de estupro de vulnerável fica configurado quando um maior mantém relações sexuais com jovens de menos de 14 anos. A pena é de 8 a 15 anos de prisão.

Comete o crime de pornografia quem produz, reproduz, fotografa ou filma, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente. A pena é de 4 a 8 anos de prisão, além de multa.

G1

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Vapt-Vupt de Juazeiro completa cinco anos e já atendeu 2,3 milhões de pessoas. Como você avalia o atendimento?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor