Polícia
De novo Mauriti
Agricultor é preso em Mauriti acusado de estuprar menino de 11 anos em troca de uma gaiola
Por:
Repórter Demontier Tenório
Em 15/03/2019 às 10:00

“Murilo” foi levado à Delegacia de Brejo Santo para responder por crime de estupro de vulnerável (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Compartilhar

O agricultor Maurilio Bernardino Bastos, de 40 anos, residente no Sítio Furtuna na zona rural de Mauriti foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Brejo Santo por volta das 17 horas desta quinta-feira. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de um garoto de 11 anos ao qual prometeu dar uma gaiola de presente. O procedimento contra “Murilo” - como é conhecido - será feito por portaria quando as investigações serão aprofundadas em torno do crime de estupro de vulnerável.

Ele foi detido em sua residência por Patrulhas da PM com o Tenente Brasil, os Sargentos Edinilton e Amaro e os Soldados Moreno e Moura após o avô do estudante de iniciais J. D de O. S., de 11 anos, relatar sobre o caso ocorrido no último mês de fevereiro contra o seu neto. A polícia vai requisitar exames laboratoriais para dar encaminhamento às investigações que serão acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Mauriti. Murilo não tinha passagens pela polícia

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
OUTROS – Nos últimos dias a polícia de Mauriti prendeu dois homens condenados por crimes de estupros de vulneráveis no município. Na última sexta-feira (8) foi José Cardoso Neto, de 45 anos, residente no Sítio Açude Velho, condenado a 17 anos e meio de prisão. Já nesta segunda-feira (11) foi a vez do agricultor José Garcia da Silva, de 56 anos, residente no Distrito de Palestina, e condenado a 14 anos e oito meses de reclusão igualmente por estupros recorrentes.

Publicidade
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Até quanto você pretende pagar por um dia de show na Expocrato ou Festa de Santo Antônio?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor