Polícia
Ocultou o cadáver
Exclusivo! Pedreiro morto a pauladas por um menor em Mauriti é encontrado numa cova
Compartilhar

Antonio estava numa bebedeira quando foi atraído por um menor e morto a pauladas (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Por Demontier Tenório
Em 19/03/2019 às 18:00
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pouco mais de um mês depois um novo homicídio foi registrado no município de Mauriti na região do Cariri. Por volta das 09h30min desta terça-feira a polícia foi avisada sobre um crime de homicídio a pauladas seguido da ocultação do cadáver numa cova no Distrito São Miguel. A vítima foi o pedreiro Antonio Raimundo de Lima, de 49 anos, que residia na Rua João Simão de Figueiredo no povoado de São Miguel, e teve o corpo desenterrado e trazido pelo rabecão para ser necropsiado na Pefoce de Juazeiro.

Logo que tomou conhecimento do rumoroso caso uma patrulha comandada pelo Sargento Cartaxo e com o apoio dos Soldados M. Teixeira, Anielton e Bazilio foi até o local indicado na denúncia de onde mantiveram contato com a Delegacia de Polícia Civil de Mauriti. Outros detalhes foram narrados para a polícia por Eduardo Soares dos Santos, de 21 anos. Ele disse que, sábado, estava bebendo em um bar daquele distrito na companhia da vítima e o menor de iniciais R. A de L., de 17 anos, ali residente.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
De repente, conforme acrescentou, o pedreiro saiu do estabelecimento acompanhado do adolescente na direção de um matagal. Horas depois, Eduardo disse ter encontrado com o menor quando este confessou o crime dizendo que tinha matado Antonio a pauladas e enterrado o corpo num buraco. Inclusive, Eduardo foi levado até o Destacamento Militar de Mauriti por um sobrinho da vítima a qual não tinha passagens pela polícia para relatar sobre o crime praticado pelo menor que fugiu.

Este foi o primeiro homicídio do mês de março em Mauriti e o quarto do ano no município ou 23,5% na comparação com os 17 assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha acontecido no dia 17 de fevereiro quando o  agricultor Francisco Moreira de Sousa, de 31 anos, o "Chico Preto" que residia no Sítio Marcela, foi morto a tiros no Bar do Guará no Distrito São Miguel. O crime foi praticado por dois homens que fugiram numa moto.


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria

Enquete
Na sua opinião, qual deputado com raízes no Cariri está se saindo melhor?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor