Cariri
Em Juazeiro do Norte
URCA é condenada na Justiça a contratar intérprete de Libras para aluno com deficiência
Compartilhar

"Não bastasse sua limitação pela deficiência, é frustrante e depressivo o quadro psicológico sentido e vivido pelo substituído em face da omissão da Instituição", alegou o promotor de Justiça. (Foto: Ilustrativa)

Por Alana Soares/Agência Miséria
Em 22/03/2019 às 11:10
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Universidade Regional do Cariri (URCA) foi condenada na 1ª Vara Cível da Comarca de Juazeiro do Norte a contratar um profissional intérprete para assistir um aluno com deficiência auditiva. A decisão monocrática decorreu de uma Ação Civil Pública de cumprimento de obrigação de fazer interposta pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Dado a decisão, a URCA tem 30 dias para cumprimento da determinação.

O aluno em questão havia requerido junto a Pró-Reitoria de Ensino e Graduação da URCA a disponibilização de um profissional “intérprete” em virtude da necessidade e em face do prejuízo de seu aprendizado. Sem resposta, recorreu à Justiça.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Segundo o promotor de Justiça José Carlos Félix da Silva, “o aluno conseguiu com muitos esforços ser aprovado no difícil e concorrido vestibular da URCA, efetuou sua matrícula, e por descaso da Universidade em não disponibilizar um profissional em Língua Brasileira de Sinais para acompanhá-lo durante as aulas, estar a impedir seu efetivo acesso à educação. Não bastasse sua limitação pela deficiência, é frustrante e depressivo o quadro psicológico sentido e vivido pelo substituído em face da omissão da Instituição”, observou, ao acrescentar que o aluno encontra-se em grave situação de risco educacional, de profissionalização, inclusão social e de futura inserção no mercado de trabalho.


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria

Enquete
Na sua opinião, qual deputado com raízes no Cariri está se saindo melhor?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor