Brasil
11 pessoas morreram
Morte de mais uma cearense é confirmada após desabamento no Rio de Janeiro
Compartilhar

Antonia Deivila, 31, é natural de Bonito, distrito de Ipu. Ela morava com o marido, que também é cearense, no apartamento que havia comprado há seis meses (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Em 15/04/2019 às 16:50
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE

A morte de mais uma cearense foi confirmada após o desabamento dos prédios em Muzema, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A segunda vítima é Antonia Deivila Sampaio, de 31 anos, natural de Bonito, no Sertão do município do Ipu. A família confirmou o falecimento na tarde desta segunda-feira (15).

Antes de Deivila, já havia sido confirmada a morte de Raimundo Nonato do Nascimento, 41, que era natural de Guaraciaba do Norte; outro ipuense também está envolvido na tragédia, Evangelista Rodrigues, que perdeu a esposa e um filho de 10 anos.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Antonia Maria, esposa do tio de Deivila, comentou que o momento está sendo muito difícil para a família, que ainda mantinha a esperança, mesmo com o desaparecimento de Deivila desde que ocorreu o desabamento. Maria revelou que a sobrinha morava no Rio de Janeiro desde criança e que havia comprado um apartamento em Muzema há apenas seis meses. Ela morava com o marido, que também é cearense, e não tinha filhos.

Deivila foi para o Rio de Janeiro com os pais, que também são do distrito de Bonito, em Ipu. "Eles foram para lá para ganhar a vida, moravam de aluguel. E estão por lá até agora", complementa Maria. Deivila é a 11ª morte confirmada na tragédia — outras sete pessoas ficaram feridas e 13 pessoas seguem desaparecidas.
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Fonte: Diário do Nordeste


Compartilhar

Publicidade
Mais do Site Miséria

Enquete
Com a crise na Avianca no aeroporto de Juazeiro, você sairá prejudicado?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor