Brasil
Em Goiás
Avião com cerca de 500 kg de pasta base de cocaína é apreendido em operação policial
Polícia Militar, Polícia Federal e Força Aérea Brasileira interceptaram o avião, que foi forçado a pousar em Rio Verde por caças.
Em 16/05/2019 às 14:00

Avião inteceptado levando 500 kg de droga apreendido pela Polícia Federal em Gouvelândia, em Goiás (Foto: Reprodução/ G1)

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Compartilhar

Um avião foi interceptado e apreendido levando 464 kg de pasta base cocaína, nesta quinta-feira (16), em Goiás. Segundo a Polícia Militar, piloto e copiloto foram detidos. Armas e carros usados pelos investigados foram apreendidos. Além disso, três pessoas morreram em troca de tiros com policiais.

O avião pousou no sul goiano para descarregar a droga e, quando foi abordado, levantou voo novamente. Ele foi interceptado em seguida por caças da Força Aérea Brasileira e forçado a pousar em Rio Verde, no sudoeste do estado.

TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Policiais militares e federais e caças da Força Aérea Brasileira interceptaram o avião. A PM levou a droga e os dois presos até a sede da Polícia Federal em Goiânia.

“Houve um monitoramento, a Polícia Federal compartilhou informações com a Polícia Militar, que propiciou a apreensão dessa aeronave. A aeronave tinha pousado para descarregar a droga. As equipes de terra conseguiram fazer a abordagem, a aeronave decolou novamente, e a FAB interceptou essa aeronave, obrigando-a a pousar em Rio Verde”, explicou o porta-voz da PM, Tenente coronel Geraldo Pascoal.
TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE
Também segundo o tenente coronel, a pista em que o avião pousou inicialmente em Gouvelândia seria clandestina. Já a pista usada para o pouso em Rio Verde era do próprio aeroporto da cidade.

Ainda em Gouvelândia, quando os policiais abordaram as pessoas que iriam pegar a droga, houve troca de tiros e três dos investigados morreram. Segundo o Instituto Médico Legal (IML) de Itumbiara, também no sul goiano, os três mortos chegaram a ser levados para o hospital de Inaciolândia, de onde o órgão foi acionado. Eles não haviam sido identificados até as 9h30 desta quinta-feira.

O Grupo de Radiopatrulha Aérea da PM (Graer) informou que o avião teria saído da Bolívia. No entanto, ainda não informaram qual o itinerário exato do voo.

Ação da FAB

A Força Aérea Brasileira informou que a ação faz parte da "Operação Ostium", que pretende evitar crimes entre fronteiras. Desta vez, os radares da FAB detectaram um avião de matrícula PT-JLE, um bimotor, de rota desconhecida.

Como o avião não tinha apresentado plano de voo, a Força Aérea acompanhou a descida dele até Quirinópolis com um "avião E-99 da FAB e, em seguida, por dois caças A-29 Super Tucano acionados pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE)".

Segundo a FAB, o avião pousou e levantou voo em seguida, tendo que ser interceptado novamente, desta vez "pela aeronave A-29", quando foi forçado a descer em Rio Verde.

De acordo com a Força Aérea, eles usaram "sistema eletro-óptico infravermelho" e "óculos de visão noturna" para conseguirem encontrar e interceptar de forma segura o PT-JLE.

G1

Publicidade
Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Com que frequência você utiliza os serviços dos Correios?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor