Brasil
Acidente aéreo
Confirmada morte do cantor Gabriel Diniz aos 28 anos; assista resgate
Por:
Jornalista Felipe Azevedo
Em 27/05/2019 às 15:16

Cantor morreu aos 28 anos após queda de avião na divisa entre Sergipe e Bahia (Foto: Divulgação / Ilustrativa)

Compartilhar

Foi confirmada por volta das 14h35 desta segunda-feira (27) a morte do cantor paraibano Gabriel Diniz, 28, autor do hit "Jenifer", sucesso no Brasil no início do ano. De acordo com o Jornal da Globo, amigos do cantor foram até o local do acidente e reconheceram o corpo.

Gabriel saía de Salvador em direção a Maceió, onde encontraria a namorada. A aeronave era de pequeno porte, emprestada por um amigo, e caiu em uma zona de mangue  no município de Estância, em Sergipe, no início da tarde. Ainda não se sabe o motivo do acidente.

Além do artista, outras duas pessoas estavam no avião. Um vídeo postado nas redes sociais de Gabriel nesta manhã mostra o interior da aeronave provavelmente instantes antes do acidente. Documentos do cantor foram encontrados próximo ao local da queda do avião.

Gabriel Diniz nasceu em 1990 no Mato Grosso do Sul mas ainda criança foi para Paraíba, onde começou a carreira como cantor ainda dividindo tempo com os estudos de Engenharia Elétrica. O maior sucesso do artista foi a música "Jenifer", hit do Carnaval 2019.

O próximo show do artista no Cariri seria no dia 5 de junho em Barbalha, e em 17 de julho, no Festival Expocrato, em Crato. Gabriel seria uma das principais atrações da noite junto com a dupla Bruno & Marrone. O festival ainda não emitiu nota sobre o ocorrido.

O cantor Wesley Safadão, que era amigo pessoal de Gabriel, trocou a foto do perfil do Instagram para uma imagem preta, em sinal de luto.

Assista abaixo o momento do resgate de um dos corpos após o acidente. Nas imagens, uma pessoa deitada na maca veste uma camisa parecida com a do cantor, mostrado nos stories.

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Você sabe o que significa ou escuta podcasts?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor