Política
Deputado de Juazeiro
Qualquer partido gostaria de ter a Tábata Amaral, diz Pedro Bezerra ao votar em favor da nova Previdência
Por:
Jornalista Felipe Azevedo
Em 11/07/2019 às 14:15

Parlamentar falou ao Miséria após votação na Câmara (Foto: PTB na Câmara)

Compartilhar

Contrário ao texto proposto pelo ministro Paulo Guedes, da Economia, o deputado federal Pedro Bezerra (PTB-CE), de Juazeiro do Norte, se posicionou a favor da reforma da Previdência na votação em primeiro turno nesta quarta (10). O projeto difere do original apresentado pelo Governo, e retira pontos importantes, na visão do parlamentar.

A reforma foi aprovada com 379 votos a favor e 131 contra. O segundo turno está previsto para ocorrer nesta quinta-feira (11).

Uma das questões revistas em comissão especial é do Benefício de Prestação Continuada (BPC), que garante um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência que comprove não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por sua família.

Pela proposta inicial, os idosos de baixa renda receberiam R$ 400 a partir dos 60 anos, alcançando um salário mínimo somente a partir dos 70.  As modificações dos deputados mantêm um salário mínimo para idosos pobres a partir dos 65 anos e incluem medida para combater fraudes no BPC.

Acordo
Em conversa com a reportagem, Pedro Bezerra adiantou que não fez parte de nenhum tipo de acordo com o governo para liberação de emendas parlamentares para que fosse favorável à reforma. Ele destaca que por estar no primeiro mandato, não haveria como ser receptor do repasse, já que não fez parte do orçamento passado.

Na base do governo cearense, o deputado acredita que o governador Camilo Santana (PT) seja sim favorável ao texto revisado aprovado ontem. "Ouvi falar que ele [Camilo] é a favor, tanto que quer incluir estados e municípios", disse ao telefone. Nas últimas semanas, Camilo se reuniu ao menos duas vezes com Paulo Guedes em Brasília.

Novato
A reforma da Previdência, sendo uma das mais importantes metas da área econômica do Governo, é a mais importante questão na qual atuou o deputado estreante. Assim como Pedro, a novata Tábata Amaral (PDT-SP) também votou favorável ao texto, o que poderá ocasionar a expulsão do partido, que fechou entendimento contrário.

No plenário, Pedro parabenizou a colega pelo posicionamento."É uma pessoa com muita coragem, uma revelação para política [...] qualquer partido gostaria de tê-la" destacou.  

A parlamentar tida como uma das "promessas" da nova política se destacou ao fazer questionamentos incisivos ao então ministro Ricardo Vélez, da Educação, na Comissão de Educação da Câmara, em março.

Compartilhar

Mais do Site Miséria

Enquete
Você já tentou subornar guardas de trânsito durante blitz?

Qual seu sexo?

timelineResultado Parcial
TV Miséria
Humor